Presidente do Botafogo revela o que os torcedores podem esperar do clube em 2016

Foto: Botafogo/Divulgação

Carlos Eduardo Pereira recebeu o Botafogo, no final de 2014, rebaixado para a Série B e com graves problemas financeiros. Depredado pelo ex-presidente Maurício Assumpção, o Glorioso precisa de um milagre, mas o novo mandatário é apenas um gestor ciente do desafio que tem pela frente e, a cada via, vem tornando o Glorioso mais forte.

LEIA MAIS:
Vascaínos zoam pintura do Fluminense no Maracanã: “Freguês”
Opinião: 2015, o ano em que o conservadorismo voltou ao futebol
Torcedor invade campo, mas é detido por goleiro com um golpe de judô; assista
Goleiro da Roma ofende fã por vestido ousado: “Pensaram que eu namoraria isso”

Após passar um 2015 com os pés no chão, respeitando suas limitações e conseguindo montar um bom time, em 2016 a ideia do cartola é não mudar a forma de sucesso. Segundo ele, os torcedores alvinegros não devem esperar loucuras que venham a comprometer o clube, mas sim um Botafogo digno de suas tradições:

“Teremos os pés no chão, porque é grave a crise. A maior injeção de recursos que o clube terá virá da TV. Além dele, os patrocínios na camisa. A partir do momento que o time conseguir mais patrocínios, maior será o orçamento. Mas podem esperar um Botafogo digno das tradições”, declarou Carlos Eduardo Pereira, em entrevista ao Globo online.

Foto: Botafogo/Divulgação