Por erro, Coronel Marinho está fora da Chefia de Arbitragem

Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial da FPF

O Coronel Marcos Marinho não é mais o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF) por causa de erro na escala de árbitros para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ele deixou o cargo neste sábado. A FPF ainda não definiu quem assume o lugar de Marinho.

LEIA MAIS:
Ex-aliado da CBF, Ronaldo detona cartolas: “O futebol está nas mãos de quem não é a favor dele”

De acordo com o GloboEsporte.com, o erro foi a escalação do juiz Flávio Rodrigues Guerra para apitar o jogo entre Figueirense e São Paulo. Guerra recebeu a suspensão de 100 dias em novembro de 2015, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O São Paulo venceu a partida por 1 a 0, com gol de um pênalti polêmico, em que a falta foi fora da área.

Mas Marinho continuará na FPF como Diretor de Segurança e prevenção em Estádios, cargo que já ocupava.

Confira abaixo a nota oficial no site da Federação Paulista de Futebol:

Em comum acordo, a Federação Paulista de Futebol e o coronel Marcos Marinho decidiram por trocar a presidência da Comissão de Arbitragem. A medida dá prosseguimento à proposta de reestruturação da área, iniciada no fim de 2015 com a criação do departamento de desenvolvimento dos árbitros. 

Coronel Marinho ocupava o cargo na Comissão desde 2005 e foi responsável por importantes evoluções da arbitragem paulista, motivo pelo qual agradecemos pelos serviços prestados na área. Ele continuará na FPF no comando do Departamento de Segurança e Prevenção da entidade. O novo presidente da Comissão de Arbitragem será anunciado nos próximos dias.

Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial da FPF



Jornalista formado, amante do futebol, santista e roadie nas horas vagas. Santos FC e Rock n Roll sempre!