Meia iraquiano supera lesões e perda do pai para brilhar no futebol australiano

SYDNEY, AUSTRALIA - OCTOBER 26: Ali Abbas of Sydnet FC in action during the round three A-League match between Sydney FC and the Western Sydney Wanderers at Allianz Stadium on October 26, 2013 in Sydney, Australia. (Photo by Mark Nolan/Getty Images)

O meia-atacante Ali Abbas venceu diversas dificuldades para brilhar no futebol australiano, principalmente quando rompeu dois ligamentos, além de lesão grave no menisco do joelho esquerdo em 2014. Em entrevista para o site “Camberra Times”, ele contou a sua história de superação.

LEIA MAIS:
Mercado da bola 2016: Wellington Nem revela o que falta para fechar com Fluminense

“Ninguém achou que eu voltaria a jogar depois de tudo que passei, mas eu avisei que conseguiria. Minha primeira corrida de 40 metros foi a coisa mais difícil que já precisei fazer”, disse meio-campista.

O iraniano também sofreu fora dos gramados e por motivos ainda mais terríveis. Ele perdeu o pai em um ataque a carro-bomba no Iraque. O meia-atacante explica sobre as situações que já passou e usou as dificuldades e situações que passou na vida, como superação para brilhar no futebol australiano.

“Já passei por situações piores na vida. Então como eu lidaria com as lesões? Tentei agir como se não fosse nada demais. Pensei em coisas boas e mantive meu pensamento positivo”, resumiu Abbas.

Ali Abbas também passou por racismo antes da lesão séria no menisco, quando um zagueiro do Wanderers havia ofendido. O meia-atacante garante que não aguarda mágoas, mas esperava uma retratação do jogador ao pedir desculpas pelas palavras ditas dentro de campo.

“Eu queria um pedido de desculpas, mas nada aconteceu com ele. Isso foi uma vergonha”, completou.

Foto: Getty Images



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com