Kibe Loco minimiza polêmica sobre vídeo de camisa do Flamengo

Gilvan de Souza/Flamengo

O vice-presidente de comunicação do Flamengo, Antonio Tabet, mais conhecido como Kibe Loco, foi o convidado do programa “A Última Palavra” do canal Fox Sports no último domingo e aproveitou a participação para minimizar a polêmica do vídeo publicitário envolvendo a terceira camisa rubro-negra. Parte da torcida reclamou da peça divulgada pelo blog Desimpedidos em que o personagem Bolívia se refere ao clube como “Framengo”.

LEIA TAMBÉM:
POLÊMICA: Flamengo nega participação, mas gerente aparece em vídeo do Desimpedidos

Para Kibe Loco, as reclamações ficaram restritas aos usuários do Twitter. “Tem um pouco de raiva ali estagnada no Twitter, que é uma rede social que as pessoas reclamam um pouco mais, mas a gente não pode ficar tão ofendido com isso. Imagine se no Maracanã eu fosse consertar toda vez que ouvisse alguém falando ‘Framengo’? Pelo amor de Deus”, opinou.

Ainda sobre o assunto, o VP de comunicação admitiu que não achou engraçado o vídeo encomendado pela Adidas, porém negou que houve maldade por parte do blog, composto por humoristas de São Paulo.

Desimpedidos

“Como rubro-negro assistindo ao vídeo, eu não achei muita graça, mas teve muita gente que achou. O Desimpedidos faz muito sucesso, é muito popular. Eles são supercompetentes no que fazem, já fizeram vídeos de lançamento das camisas do Palmeiras, do São Paulo e na do Flamengo acharam que seria legal fazer esse bordão, porque lá em São Paulo os caras acham graça de falar ‘Curintia’, ‘Parmera’ e fizeram sem a menor maldade”, defendeu o criador do também canal de humor Porta dos Fundos.

Ao programa de Renato Maurício Prado, Tabet também esclareceu que tem uma relação empresarial com o canal Desimpedidos, mas esclareceu que o termo “Framengo” não estava previsto no roteiro pré-aprovado pela diretoria. “Eu sou sócio de uma empresa que tem uma participação no Desimpedidos, só que esse trabalho não passa por mim nem pelo Flamengo. Isso é trabalho da fornecedora com o Desimpedidos. Foi feito alheio ao clube. A gente teve acesso ao roteiro, e não havia nenhuma palavra escrita ‘Framengo'”.

Além do termo “Framengo”, torcedores rubro-negros ficaram irritados com a participação do funkeiro Nego do Borel no vídeo – o cantor foi visto com Samir e Paulinho em baladas pelo Rio de Janeiro – e também pelo fato de Dirceu Júnior, gerente de marketing do clube, aparecer na atração com o bordão na ponta da língua.

Confira a partir de 4’46”:

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.