Conheça a bela judoca que mudou para o MMA para ser a nova Ronda

Reprodução/Facebook

Considerada por muitos anos uma das musas do judô brasileiro, Luana Pinheiro agora parece estar decidida a mudar de área. A paraibana de 23 anos vai continuar no mundo das lutas, porém, em entrevista ao jornal Extra, resolveu encarar para o MMA, modalidade que vem sendo sucesso no Brasil há, pelo menos, seis anos.

LEIA TAMBÉM:
Saiba quem é Luana Pinheiro, a musa do judô que já recusou posar nua

A ideia de migrar do judô para o MMA surgiu no início de 2015 e se concretizou mesmo em dezembro. Para Luana, estar de fora da equipe brasileira para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro – na categoria leve (até 48kg) – foi mais um sinal de que trocar de modalidade era a decisão mais certa.

“Quando eu decidi (mudar para o MMA), ainda não estava preparada para trocar de vez. Estava com medo. Mas no fim do ano passado, resolvi que era a hora. Como nesse ano tem Olimpíada e eu não entraria mais, então resolvi mudar para fazer um teste. Não sei se vou querer mais (voltar ao judô). Na idade que estou, o que tinha que dar já deu”, revelou a judoca, que competia pela equipe do Minas Tênis Clube.

Vivendo uma nova rotina, Luana já vem treinando jiu-jítsu e começou aulas de MMA em uma academia de Belo Horizonte. Apesar de “iniciante”, a loira já recebeu propostas para treinar em Hong Kong, porém recusou por querer adquirir experiência no processo. Fonte de inspiração? Por ser uma ex-judoca, já da para imaginar em quem ela se espelha, não? “Quero ser como a Ronda, ela é minha inspiração”, confirma.

Ex-campeã dos pesos-galos femininos do UFC, Ronda Rousey começou sua carreira como lutadora exatamente no judô e foi medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Pouco tempo depois, a americana migrou para o MMA e se tornou em poucos anos uma das maiores celebridades do Ultimate.

A entrada no UFC é uma meta de Luana para o futuro a curto prazo. “Meu objetivo é estar no UFC. Mas vai depender do meu desempenho. Não adianta lutar sem estar preparada 100%. Vou trabalhar duro para isso”, disse a lutadora.

Hoje, a paraibana poderia lutar na categoria peso-palha (até 52kg), que tem como campeã a polonesa Joanna Jedrzejczyk. No Brasil, Claudia Gadelha é a nossa maior representante na categoria e será uma das técnicas do TUF 23 ao lado da campeã.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Fotos: Reprodução/Facebook



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.