Câmera é ameaçado e impedido de gravar imagens de confusão em jogo do São Paulo na Copinha

Crédito da foto: Reprodução/SporTV

Cenas de vandalismo foram vistas neste domingo (17) durante o jogo entre São Paulo x União Rondonópolis-MT, pela Copa SP de Futebol Júnior, no Estádio Nogueirão, em Mogi das Cruzes, Região Metropolitana da Capital. No meio da confusão entre torcedores e a Polícia Militar, um câmera do SporTV foi intimidado por alguns fanáticos e impedido por alguns segundos de gravar imagens do quebra-pau.

LEIA MAIS
Copinha: torcida do São Paulo briga com PM e Lucas detona confusão no Twitter

O narrador Jota Júnior relatou a situação. “Nosso câmera, que estava filmando a briga, teve de parar de filmar”, disse no meio da transmissão. O profissional é Jorge Luiz, conhecido como Turquinho, que fazia uma das câmeras centrais do jogo.

Entenda o que aconteceu

Membros de uma torcida organizada do Tricolor se desentenderam com policiais militares, seguranças e guardas civis municipais de Mogi das Cruzes porque, devido à lotação completa do Estádio Nogueirão, estariam forçando outros indivíduos do lado de fora a tentarem entrar de forma forçada no local, o que gerou toda a baderna.

Na confusão, gás de pimenta foi atirado em direção aos vândalos e até barras de ferro e lixeiras foram usadas para confrontarem com a polícia. Em nota oficial, a FPF (Federação Paulista de Futebol) repudiou o caso e declarou que já iniciou as investigações para identificação dos torcedores.

Em campo, o São Paulo venceu o Rondonópolis por 4 a 0 e se classificou às quartas de final da Copinha.

Crédito da foto: Reprodução/SporTV



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.