André Henning aponta título do Handebol feminino como ponto alto de sua carreira

André Henning é filho de um dos mais renomados jornalistas brasileiros, Hermano Henning, e desde 2006 é uma das caras e vozes mais conhecidas do Esporte Interativo.

O narrador não esconde a alegria que sente ao trabalhar no canal e ainda destaca que para ele, o fato de ter narrado o título mundial do Handebol feminino em 2013, conquistado em quadras da Sérvia foi de fato, seu maior momento na carreira. Veja a entrevista que o Torcedores.com fez com o jornalista em evento realizado nesta terça-feira (19) no estádio do Morumbi, em São Paulo.

Torcedores: André, como é atuar no Esporte Interativo, como se sente estando na emissora desde o começo?

André Henning: Estou desde o inicio, aliás, desde antes do inicio dos canais Esporte Interativo. Tá legal, cada dia crescemos mais, a cada dia temos mais parceiros de nome e relevância. Cada dia é uma batalha, cada dia é uma conquista diferente e bola para frente. A gente se sente jovem, estamos com nove anos e faremos dez agora, então tem muita coisa pela frente, muitas batalhas pela frente e cada uma delas com dificuldade, porque assim a cada conquista damos mais valor a elas.

Torcedores: E como torcedor e jornalista, que time você gostaria de estar narrando o jogo decisivo da Champions, no dia 28 de maio?

André Henning: Como torcedor, eu queria narrar uma final com o Bayern de Munique (ALE), o meu time, o que mais gosto, e o Henning que não me deixa mentir, mas não sei se vai estar. Como comentarista, analista, narrador, eu acho que pode dar um Barcelona x Real Madrid, que seria a final dos sonhos, a final que todo mundo esperava já na temporada passada e a Juventus (ITA) acabou “atrapalhando”.

Eu acho que se não se cruzarem antes, porque (a definição) é por sorteio, acho que tem uma chance boa de ser Barcelona x Real Madrid, o que seria uma final histórica dia 28, em Milão. Seja lá quem for destas 16 equipes que estão classificadas, será uma grande final, uma das maiores competições do mundo e uma grande festa do futebol mundial.

Torcedores: Qual foi o evento que te deu mais satisfação de ter narrado?

André Henning: Olha, eu tive o prazer de narrar muita coisa boa nestes anos, inclusive no meu período de rádio, nestes anos de Esporte Interativo, eu tive vários momentos. Mas eu não tenho como não marcar o clímax da minha carreira, o auge da minha carreira, ter narrado o título do Handebol feminino. Vocês podem estranhar: ‘Caramba, o topo de sua carreira foi o Handebol feminino?’ Foi sim, porque foi um título inédito, jamais conquistado e eram jogos exclusivos do Esporte Interativo, só nós mostramos a competição e acreditamos nas meninas.

Envolveu muita paixão, emoção. Foram transmissões sofridas, por conta dos jogos apresentados, de muito envolvimento, de acreditar naquilo que se estava fazendo, bem como saber que estávamos passando para o torcedor um momento histórico.

Não sei se será igualado, tenho certeza que jamais vou narrar de novo uma Seleção Brasileira pela primeira vez campeã do mundo, e para mim foi um momento especial, porque era virada do ano (2013 para 2014) e todo mundo ia narrar Copa do Mundo. Todos os principais narradores do país iriam narrar a Copa do Mundo e nós não tínhamos os direitos. Estavam todos esperando narrar o Brasil campeão do mundo; eu narrei! O título de campeão mundial de Handebol foi histórico, um momento bem marcante da minha carreira, inesquecível!

Torcedores: E você no Twitter sempre interage com os seus seguidores, que reclamam da falta do canal nas operadoras, como se sente ao ser porta-voz destas queixas?

André Henning: Então, na verdade ali (no Twitter) sou uma pessoa comum, física, cliente como qualquer outro, eu só falo para o cara o que eu faria. Se a reclamação dele é com o vizinho que faz muito barulho, vai lá e bate na porta do vizinho e diz ‘cara, você tá fazendo muito barulho, duas da manhã. Não é hora de fazer barulho, maneira aí’. Se você acha que não tem o canal a, b, c ou EIMax, seja la qual for na sua operadora, liga lá e reclama, fala lá com eles.

Acho que é seu direito de consumidor. Falo como pessoa física, fã do esporte, torcedor, consumidor, e hoje eu diria: ‘Cara, sai daí e vai comprar um televisor LG, pega aí o benefício que você vai ter de ver o EI plus e não só os canais que as operadoras querem te dar, mas vê todos, aí no conforto da sua sala’. Acho que isso é o bacana do Esporte Interativo, desde o inicio a gente não foi refém de uma maneira de se transmitir o esporte, sempre buscamos novas formas de transmitir, veicular, difundir o esporte no Brasil e no mundo. Então está aí, está a disposição, se você quer, tem como.

Foto: Sandro Varela/Torcedores.com