Veja os motivos que tiraram Guardiola do Bayern de Munique. Neymar é um deles

Pep Guardiola não será mais técnico do Bayern de Munique após a temporada 2015/2016, e a informação já foi confirmada pelo próprio clube, que também já anunciou Carlo Ancelotti como substituto. Mas poucos realmente sabem os motivos pelo qual o espanhol quis deixar uma das melhores equipes do mundo na atualidade.

LEIA MAIS:
Douglas Costa usa uma palavra para definir Guardiola: Gênio

O jornal alemão, Bild, uma série de desentendimentos relacionados à política de transferências do clube causou o rompimento de relações entre Guardiola e a diretoria do Bayern de Munique, entre elas a do brasileiro Neymar.

De acordo com a publicação, Guardiola pediu a contratação de Neymar logo que chegou ao clube, quando o atacante ainda defendia o Santos. Apesar da “facilidade” da negociação – principalmente por se tratar de um clube brasileiro – a diretoria do Bayern optou por contratar Mario Götze, que saiu mais barato e já tinha experiência no Campeonato Alemão.

Além do brasileiros, Guardiola acumulou uma listinha de pedidos frustrados. O técnico pediu a contratação de Luis Suárez, mas recebeu Mandzukic. Pediu a permanência de Toni Kroos, mas teve de se contentar com Xabi Alonso. O espanhol ainda pediu a contratação de um lateral direito, para efetuar de vez a passagem de Lahm para o meio de campo, mas em vez disso, recebeu o chileno Arturo Vidal, que forçou Pep a manter o craque alemão na lateral.

Guardiola vai deixar o Bayern de Munique em junho de 2016, quando termina seu contrato com o clube, mas ainda não sabe onde vai trabalhar após esse período.  Manchester City, Manchester United e Chelsea aparecem como os maiores interessado na contratação do técnico.

Foto: Getty Images