Retrospectiva 2015: 4 motivos para se orgulhar do Palmeiras

Palmeiras
Reprodução / Facebook

Que o ano de 2015 terminou verde e branco no futebol nacional, isso é inegável. Afinal de contas, o Palmeiras foi o último campeão nacional do ano que termina logo mais. No entanto, além do título da Copa do Brasil, os torcedores alviverdes possuem outros motivos para se orgulhar bastante do time em 2015.

LEIA MAIS
Retrospectiva 2015: 6 jogadores que irritaram a torcida do Palmeiras
Retrospectiva 2015: Palmeiras campeão da Copa do Brasil
Retrospectiva 2015: Relembre os treinadores do Palmeiras

Nova diretoria / protagonismo no mercado – A chegada de Alexandre Mattos e Cícero Souza no departamento de futebol do Verdão deram o “up” necessário para o time melhorar em 2015, muito também pelo esforço financeiro e administrativo do presidente Paulo Nobre e seus vices. O Palmeiras de 2014 havia ficado definitivamente para trás. Os jogadores passaram a enxergar no clube uma instituição correta e promissora, ideal para a prática do futebol. Não é à toa que 25 jogadores escolheram o Verdão em detrimento a outras propostas, até mesmo mais vantajosas financeiramente.

Vice do Paulistão – O torcedor brasileiro não tem o costume de reconhecer a importância de um segundo lugar. Ok, ninguém aqui está dizendo que agora é legal ser vice-campeão. No entanto, no caso do Palmeiras do começo do ano, sim. O time havia acabado de contratar mais de 20 jogadores, em uma reformulação total do plantel. Mesmo assim goleou o São Paulo em casa, eliminou o Corinthians na semifinal (na casa do adversário) e fez bonito contra o Santos na final, sendo apenas derrotado nas penalidades máximas. Pelas condições, a campanha foi sensacional.

Campeão dos clássicos – Se num passado recente o time era considerado a “4ª força” de São Paulo, em 2015 voltou a figurar no topo da rivalidade paulista. O Palmeiras termina o ano como o maior campeão dos clássicos, tendo vencido seis vezes em 14 jogos, com outros três empates e cinco derrotas. O saldo no final fica ainda mais positivo por conta do que significaram alguns resultados: contra o Corinthians, um empate foi sucedido de vitória nos pênaltis, na casa do rival, que eliminou o alvinegro do Paulistão; contra o São Paulo, duas goleadas e duas coberturas em Rogério Ceni; já no Santos, apesar de ter perdido quatro vezes no ano, venceu três, sendo uma a mais importante: a finalíssima da Copa do Brasil.

Campeão da Copa do Brasil / Vaga para Libertadores – E por falar em Copa do Brasil, nada melhor para o torcedor se orgulhar do que um título. Mais orgulho ainda um título nacional que coloca o time novamente na briga pela Copa Libertadores da América. Se o clube começou 2015 com a desconfiança da torcida, acabou da melhor maneira possível: campeão e com um futuro promissor em 2016 – e com o apoio da torcida, claro.

Foto: reprodução / internet