Presidente do São Bernardo diz que novo regulamento do Paulistão foi imposição da Globo

Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com

O São Bernardo foi um dos diversos clubes que não aprovam o atual regulamento do Campeonato Paulista, que vai rebaixar seis times para a Série A-2, diminuindo a edição de 2017 para apenas 16 equipes. Perguntado se os presidentes não fizeram algo pare reverter essa decisão, o mandatário do Tigre, Luiz Fernando Teixeira, disse em coletiva que uma suposta imposição da TV Globo determinou que o Estadual seja assim para dar mais emoção ao torcedor.

LEIA MAIS
FPF quer mudar Paulistão: bonificação, 6 rebaixados e música-tema estão em pauta

“Os clubes nem puderam rebater, foi uma imposição da Globo. Ou faz desse jeito ou não tem cota aos clubes, nem pudemos votar ou debater. Eles vão prejudicar os clubes menores fazendo isso, querem elitizar o campeonato”, disparou o dirigente, que enganchou criticando o Bom Senso FC, movimento dos jogadores que visa melhorias para o futebol nacional.

“Diminuindo datas vai no que o Bom Senso quer. Os jogadores têm altos salários e querem mais folga e mais direitos? Assim também desemprega muitos outros jogadores de times menores”, complementou ele, que não enxerga boas perspectivas nessa inciativa liderada pelo ex-meio-campista Alex.

Teixeira admitiu que a briga da agremiação do ABC Paulista será evitar o descenso. “Nossa briga será para permanecer na Primeira Divisão, sem dúvida nenhuma. Será um campeonato difícil e que nosso pensamento será primeiramente a permanência”, projetou. Até agora, o São Bernardo contratou três jogadores: o lateral-esquerdo Léo Veloso, ex-Santa Cruz, o zagueiro Diego Ivo, ex-Ponte Preta, e o volante Daniel Amora, ex-ABC-RN.

Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com

* Direto da sede do São Bernardo FC, em São Bernardo do Campo-SP


Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.