Perspectiva 2016: o que esperar do São Paulo?

Chegamos ao fim de mais um ano, 2015, não foi um ano muito feliz para a torcida do São Paulo, um ano bastante confuso, com queda de presidente, goleadas em clássicos, sem títulos e com o adeus do maior ídolo, Rogério Ceni, mas tudo isso ficará no passado amanhã, quando se inicia um novo ano e a com ele o Tricolor tem a responsabilidade de dar um ano melhor ao seu torcedor

LEIA MAIS
VÍDEO: Miranda relembra em rede social chapéu em clássico contra o Palmeiras

O ano de 2015 não foi lindo para o São Paulo, mas pelo menos uma missão foi cumprida, a classificação para a Libertadores da América, com isso o sonho do Tetra continua mais do que vivo para a nação Tricolor. Nós do Torcedores.com fizemos uma pequena previsão para o próximo ano do Tricolor mais querido do mundo.

A primeira mudança para o próximo ano está no banco de reservas, chegou o argentino Edgardo Bauza, experiente em Libertadores, técnico bicampeão da competição. O Tricolor perdeu peças importantes nesse ano, Luís Fabiano foi para a China, Rogério Ceni se aposentou e a diretoria não anunciou nenhum reforço para 2016. A torcida espera por Lugano e por algum nome argentino indicado por Bauza.

O São Paulino tem a esperança que o treinador argentino consiga dar padrão tático, organização, raça e tudo que faltou nesse ano, com bons valores individuais o Tricolor precisa dar forma e corpo ao time.

Bauza deve motivar seus comandados desde o primeiro jogo do ano, não priorizando nenhuma competição, já que o clube não conquista o Paulistão há 10 anos e é o grande do Estado com o maior tempo sem a conquista do título e não ganha um título há 3 anos, o último foi a Sul-Americana 2012.

A torcida do São Paulo também deve se esforçar e apoiar o time, principalmente em casa, tentar dar ao Morumbi o clima de Libertadores, mesmo que não lote em todos os jogos, seja um caldeirão e impulsione o time para a vitória.

O Tricolor também deve se preparar fora de campo, com uma briga política aflorada, com a saída do ex-presidente Carlos Miguel Aidar, polêmicas serão criadas ao longo do ano e cabe a alguém da diretoria, comissão e departamento de futebol blindar os jogadores desses assuntos.

Para ao longo do ano e principalmente a Libertadores o São Paulo deve se planejar melhor, para tentar evitar que o filme das duas últimas participações se repita, onde o Tricolor sempre precisou vencer seu último jogo para se classificar.

Enquanto as contratações a diretoria deve pensar em reforçar o setor defensivo, sem Rogério Ceni e com uma zaga frágil o São Paulo pode ser presa fácil aos adversários. A dupla de zaga não é segura, Breno ainda é uma incógnita, os laterais não são unanimidades, Bruno, Carlinhos, Reinaldo, Matheus Reis, Auro, Hudson, NENHUM tem a confiança do torcedor.

Até o momento o time base do Tricolor seria esse: Denis, Bruno, Breno, Lucão, Carlinhos, Rodrigo Caio, Thiago Mendes, PH Ganso, Michel Bastos, Rogério, Alan Kardec

Fazendo contratações pontuais, reforçando o elenco e se acertando na questão política o São Paulo poderá fazer frente aos adversários em todas as competições e quem sabe terminar assim com o jejum de títulos.

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial São Paulo



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.