Oito lutas imperdíveis que devem acontecer em 2016 no UFC

Reprodução/Instagram

O ano de 2015 foi excelente para o UFC. Grandes cards, grandes lutas, grandes faturamentos e grandes zebras. Campeões foram destronados, novos lutadores surgiram e fizeram do ano que está para acabar um dos mais memoráveis na história da franquia.

LEIA MAIS:
Confirmado! UFC confirma retorno de Anderson Silva para fevereiro
Ring girl do UFC mostra “espírito nataliano” e enlouquece fãs

 

 

Diante disso, o Torcedores.com mostra quais devem ser os duelos imperdíveis para 2016. Isso, claro, caso nenhum atleta se machuque ou venha a se envolver com qualquer problema.

Confira quatro disputas que estão certas de acontecer e quatro que podem sair do papel:

Robbie Lawler x Carlos Condit
UFC 195, dia 2 de janeiro, em Las Vegas (EUA)

O primeiro evento do UFC em 2016 será em grande estilo. Dois trocadores natos, com alto poder de nocaute e que devem protagonizar uma disputa sangrenta, literalmente, pelo cinturão dos meio-médios (77kg). No mesmo card, os pesos pesados (120kg) Stipe Miocic e Andrei Arlovski se enfrentam no coevento principal.

TJ Dillashaw x Dominick Cruz
UFC Fight Night 81, dia 17 de janeiro, em Boston (EUA)

Dillashaw, novo rei do peso galo (61kg), tenta defender seu título contra um campeão que foi destronado pelas lesões, mas nunca por outro lutador no UFC: Dominick Cruz. O ex-campeão não luta desde setembro de 2014. E, se não se machucar pela enésima vez, pode ser sério candidato a reconquistar a coroa da divisão até 61kg.

Fabricio Werdum x Cain Velasquez
UFC 196, dia 6 de fevereiro, em Las Vegas (EUA)

Os papéis se inverteram. Na última vez que se enfrentaram, no UFC 188, em junho, o gaúcho Fabricio Werdum era o desafiante, enquanto o americano Cain Velasquez era o campeão dos pesados. Uma finalização deu o título para o brasileiro. E o ex-campeão promete uma revanche mais difícil.

Anderson Silva x Michael Bisping
UFC Londres, dia 27 de fevereiro, na Inglaterra

Será o retorno de Anderson Silva ao octógono depois de mais de um ano suspenso por causa de doping. Justamente diante de um rival que sempre esteve cotado para lutar, mas nunca dividiu o cage. Vale para conferir o desempenho do Spider.

Conor McGregor x Rafael dos Anjos
Possibilidade, nada certa

Mal destronou José Aldo do posto de campeão dos penas (66kg), o irlandês Conor McGregor que voos maiores, literalmente. O alvo do europeu é o título dos leves (70kg), em poder do brasileiro Rafael dos Anjos. Luta tem apelo e pode acontecer.

Holly Holm x Ronda Rousey 2
Possivelmente no UFC 200, dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA)

A maior zebra da história do UFC aconteceu em Melbourne, na Austrália, quando Holly Holm nocauteou Ronda Rousey no UFC 193 e se tornou a rainha do peso galo (61kg) feminino. A revanche entre elas vai acontecer. Só falta anunciar a data.

Jon Jones x Daniel Cormier 2
Possibilidade, nada certa

Após uma série de problemas “extracampo”, envolvendo bebida, prisão e perda do título dos meio-pesados (93kg), Jon Jones está de volta. E o ex-campeão quer reconquistar o título que hoje está em poder de seu arquirrival, Daniel Cormier. Eles se enfrentaram no início de 2015, com vitória de Jones. Agora os papéis se inverteram. A conferir.

Vitor Belfort x Luke Rockhold 2
Possibilidade, nada certa

Vitor Belfort deu boas vindas à Luke Rockhold no UFC em 2013 com um nocaute avassalador. Desde então, o americano nunca mais perdeu e se tornou o novo campeão do peso médio (84kg), após atropelar Chris Weidman no UFC 194. E ele e Belfort não se bicam. Eis um grande cenário para uma revanche.

Crédito da foto: Reprodução/Instagram



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.