Mercado da bola 2016: Grêmio eleva a proposta ao Napoli para ter Henrique

copa
Washington Alves/Vipcomm

Engana-se quem pensa que o Grêmio desistiu da contratação do zagueiro Henrique, do Napoli, embora o site Extra tenha noticiado o acerto do Fluminense com o jogador. De acordo com o Zero Hora, representantes gremistas foram informados pelo  diretor esportivo do clube italiano, Cristiano Giuntoli, que a transferência ainda não foi sacramentada. O Tricolor Gaúcho aumentou a proposta para 2 milhões de euros (R$ 8,7 milhões) para contar com o ex-palmeirense.

LEIA MAIS:
Grêmio reproduz os gols da goleada sobre o Inter no Fifa 2016; assista
Mercado da bola 2016: Grêmio mantém esperanças de contar com zagueiro Fred do Goiás

Henrique é visto pela diretoria gremista como o nome ideal para formar dupla de zaga com Pedro Geromel na disputa da Copa Libertadores. Ele não faz parte dos planos do técnico Maurizio Sarri e não entra em campo desde maio passado. A sua saída do Napoli é dada como certa.

O objetivo italiano é lucrar o máximo possível com a saída do jogador, que tem contrato com os italianos até junho de 2017. Em 2014, os europeus pagaram 4 milhões de euros ao Palmeiras para tê-lo.

A primeira proposta gremista enviada há duas semanas foi de 1,5 milhões de euros em quatro parcelas. Flamengo e Fluminense entraram na disputa, o que fez os dirigentes tricolores aumentarem o valor.

“Dentro de suas possibilidades financeiras, o Grêmio fará o possível para contratar o Henrique”, diz um dos representantes da direção na negociação.

O Grêmio conta com um trunfo para seduzi-lo: a disputa da Libertadores. Os rivais cariocas não se classificaram para a competição sul-americana. Contudo, vale destacar que Flamengo e Fluminense fizeram maiores ofertas salariais a Henrique.

Foto: Washington Alves/Vipcomm



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)