Mercado da bola 2016: Flamengo mira contratação de Breno, do São Paulo

Breno admitiu que, em 2011, quando colocou fogo em sua casa na Alemanha, estava alcoolizado. Após ser condenado e solto por bom comportamento, o atleta afirma que superou seu problema com a bebida e se considera um "exemplo" para os outros que desejam parar - Divulgação

Após ver o Fluminense atravessar a negociação e praticamente acertar com Henrique, do Nápoli, o Flamengo não perdeu tempo e já tem um “plano B” para a zaga. Segundo o jornal Lance!, o técnico Muricy Ramalho, junto ao Centro de Inteligência em Mercado do clube rubro-negro, indicou Breno, atualmente no São Paulo.

LEIA TAMBÉM:
Mercado da bola 2016: Veja quem está interessado em Anderson Talisca
Flamengo 2013 x Flamengo 2009: saiba quem leva a melhor
Sheik e amigos provocam Eurico Miranda: “Tá na Sibéria?”
Mercado da bola: Alvo do Flamengo, Robinho revela quando vai definir seu futuro
Mercado da bola: Bruno Valdez pode trocar Cerro Porteño pelo Flamengo em 2016

De acordo com a publicação, pessoas ligadas a Flamengo e ao jogador confirmaram o princípio da tratativa, porém ainda nenhuma negociação foi aberta. Breno tem contrato com o São Paulo até 2017 e intenção da cúpula do Tricolor é manter o defensor para o trabalho de Edgardo Bauza.

Por isso é provável que, se quiser o zagueiro no Rio, o Urubu terá que abrir o cofre ou incluir jogadores numa possível troca entre os clubes. Para 2016, o Flamengo tem cerca de R$ 20 milhões para investir em reforços, isso sem contar o valor da transferência do zagueiro Samir para a Udinese no fim dessa temporada.

Breno tem 26 anos e foi revelado nas categorias de base do próprio São Paulo. Após excelente Campeonato Brasileiro de 2007, o jogador se transferiu para o Bayern de Munique. Em 2011, o jogador acabou preso acusado de incendiar a própria casa na Alemanha. O jogador acabou solto no fim de 2014 e se apresentou ao Tricolor.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Rubens Chiri/Divulgação



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.