Irmã diz que parte de Ronda Rousey ‘morreu’ na derrota para Holly Holm

Rousey
MELBOURNE, AUSTRALIA - NOVEMBER 15: Ronda Rousey of the United States receives medical treatment after being defeated by Holly Holm of the United States in their UFC women's bantamweight championship bout during the UFC 193 event at Etihad Stadium on November 15, 2015 in Melbourne, Australia. (Photo by Quinn Rooney/Getty Images)

A derrota para Holly Holm, no UFC 193, parece ter causado muitos danos também emocionais para Ronda Rousey e sua família.

Em recente artigo escrito para “The Vice Sports“, Maria Burns Ortiz, irmã de Ronda, disse que a derrota não era esperada pelos familiares e que a repercussão nos dias seguintes deixou grandes mágoas.

LEIA TAMBÉM
“Pode esperar, vou pegar meu cinturão de novo”, diz Anderson Silva

“Então estávamos na Austrália, onde esperávamos que a Ronda vencesse. Do jeito que sempre fizemos, do jeito que sempre faremos. Mas ela não venceu. Eu não consegui rever (o duelo). Não li nada sobre a luta e não farei isso. Não vejo razão para reviver o momento em que parte de alguém que eu amo morreu, o momento em que alguém com quem eu me importava teve a sua alma esmagada”, escreveu Maria, que também é jornalista.

Maria Burns Ortiz ainda discorreu sobre críticas infundadas e sobre como admira a irmã por conseguir lidar com a derrota.

“Eu vi o quão terríveis as pessoas podem ser com alguém que elas mal conhecem. Isso me fez apreciar ainda mais o quão maravilhosos os amigos e a família da Ronda são com ela. Essas são as pessoas que realmente importam. O mundo viu a Ronda cair, mas eu tive a oportunidade de vê-la se reerguer, de me orgulhar e de ficar feliz quando ela vence, e de me orgulhar e me preocupar quando ela perde”, disse a irmã de Ronda.

Foto: Getty Images



Flávio Moreira é jornalista especializado em mídias sociais. Com passagens por UOL e Electronic Arts, é apaixonado por esporte e acredita na produção de conteúdo feito de torcedor para torcedor.