Com Tom e Jerri, Santos também emprestou time inteiro para clube de última divisão em 2002

O Santos anunciou na última terça-feira que emprestará um time inteiro para a Portuguesa Santista disputar a Quarta Divisão do Paulista de 2016 – a última divisão do futebol em SP. Mas isso não é inteiramente novidade: em 2002, o Santos fez a mesma operação, mas em parceria com o Jabaquara.

Naquele ano, o Santos emprestou jogadores da base para o time vizinho, que então disputava a Sexta Divisão estadual. Até Tom e Jerri estavam envolvidos no elenco que se tornou campeão da última divisão estadual com a camisa rubro-amarela.

Se em 2016 jogadores do sub-23 do Santos é que atuarão pela Briosa, em 2002 foram jogadores do sub-20 que jogaram pelo Jabuca, e eles não decepcionaram: foram campeão com campanha incrível – foram 18 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota.

Jerri foi o artilheiro da competição, com 19 gols, e subiu ao profissional do Santos no ano seguinte. Chegou a ser utilizado na campanha do vice-Brasileiro de 2003, mas por poucos jogos. Acabou indo para a Arábia Saudita, fazendo certo sucesso até o final do século XX no Al Nassr, mesmo time que emprestou Marquinhos Gabriel ao Santos em 2015. Jogou na Tailândia até 2014 e não mais voltou ao Brasil..

Já Tom chegou a jogar a Copa São Paulo de 2003 pelo Santos, também com Jerri, mas sua fama foi efêmera. Há poucos registros de sua carreira além do fato de ter participado do ataque de “desenho animado”.

Naquela Sexta Divisão, o Jabaquara passeou: goleadas de 7 a 0 sobre o Osasco, 4 a 0 no São Vicente, 6 a 2 no Serra Negra, 4 a 0 no Paulistano, 7 a 1 e 6 a 0 no Ginásio Pinhalense e até um 4 a 0 sobre a Portuguesa B, na final.

Outros dois nomes conhecidos do santista tiveram destaque naquele time: Márcio Fernandes, o técnico, que treinou o Santos em 2008, e Alex, zagueiro. A história de Alex no Jabuca foi mais curta: ele estava entre os emprestados ao time pelo Santos, mas fez um jogo-treino tão bom contra os profissionais comandados por Leão que acabou puxado para o time de Diego e Robinho. O resto é história.

Resta saber se, assim como em 2002, o time que o Santos emprestar para seu colega de cidade fará sucesso na última divisão estadual e se revelará bons nomes para o time principal do clube. Ou, ao menos, uma dupla tão curiosa quanto a formada por Tom e Jerri.



Jornalista esportivo.