(Opinião)As decepções da Formula 1 2015

Crédito da foto - Twitter

Quais as decepções da Fórmula 1 2015? Aquela equipe que não rendeu, aquele piloto que não rendeu o imaginado. Confira abaixo

Motor Honda

Os japoneses da Honda voltaram a Fórmula 1 como fornecedores de motor a Mclaren e desde o começo já era sabido que a dificuldade seria alta para se adaptar as novas unidades de potência. O que não se imaginava era que a sua unidade de potência seria a pior de todas com bastante diferença com relação aos seus oponentes. Foi comum ver a Mclaren sofrer com diferenças superiores a 15km/h. Não átoa o melhor desempenho da equipe foi na Hungria, onde Fernando Alonso foi o quinto e Jenson Button foi o nono. Há quem diga que o carro da Mclaren não era ruim que ruim mesmo foi a unidade de potência da Honda.

Sauber

Após um 2014 que era melhor não ter corrido(não pontuou), a Sauber enfiou os pés pelas mãos e pagou, junto da Honda, o mico do ano. Neste caso, na Austrália, no início da temporada, quando Giedo Van der Garde disse pro mundo todo que iria correr em Melbourne, quando no caso, a equipe já tinha fechado com Felipe Nars e Marcus Ericsson. Reza a lenda que a Sauber tinha assinado também com Jules Bianchi no fatídico fim de semana da corrida do Japão. Um ano que começou tenso para a equipe suíça, mas depois das primeiras provas, parecia que o ano seria muito bom para a equipe. Até que antes da primeira metade do campeonato, a própria equipe assumiu que não tinha dinheiro para evoluir seus carros, e a equipe foi ficando para trás no pelotão, mas ainda assim, devido ao bom carro, conseguia aqui e ali fazer alguma coisa. Terminou o ano com 36 pontos, na frente de Mclaren e Marussia. O que é até ótimo, pois relembrando, a equipe não pontuou em 2014.

Lotus

Sem dinheiro, a equipe agora se chamará Renault em 2016. Virá com Pastor Maldonado e Joylon Palmer. Possivelmente, das equipes sem ser das nanicas que estrearam em 2010, é quem mais sofreu com a crise que assola o planeta, fora que suas decisões internas são questionáveis. Migrou muito tarde para o motor Mercedes e mesmo com Romain Grosjean ter feito 51 pontos e Pastor Maldonado ter feito 27 pontos, não salvou a Lotus de ser vendida por pouco mais de um euro. Fora os acidentes de Pastor Maldonado.

Williams

A equipe inglesa era tida como a rival da Mercedes após um belo ano de 2014, mas o que se viu foi um carro de conceito básico, voltado mais para fazer pontos do que para brigar mais a frente. Terminou atrás da Ferrari na tabela de pontos e não pode ajudar sua dupla, Valteri Bottas e Felipe Massa a brigar por vitórias, como era imaginado. Terminou em terceiro nos construtores com 257 pontos. Em 2014 fez 320 pontos. Já a Ferrari fez 428 pontos. Valteri Bottas fez 136 pontos enquanto Felipe Massa fez 121 pontos.

Kimi Raikkonen

PS: Para o colaborador, a decepção do ano na área de pilotos.

O campeão mundial de 2007 não tem motivos para comemorar, pois enquanto Sebastian Vettel venceu três vezes em 2015, Raikkonen teve como melhor resultado dois terceiros lugares. Fora que teve cinco abandonos. Ok que alguns desses abandonos foram ocasionados por causa de problemas no carro, mas mesmo assim, o ano de Raikkonen foi muito abaixo do que se espera de um campeão mundial.

Brigas internas da categoria

A categoria sempre foi e sempre será motivada por brigas internas, a do momento é com relação aos motores independentes para 2017. De um lado, temos Mercedes e Ferrari que não querem esses motores, de outro, temos Red Bull clamando que a F1 precisa de pelo menos um motor independente. A categoria desde que implementou essas unidades de potência em 2014, viu que seus custos aumentaram muito devido aos novos materiais usados. O que se vê é uma novela que não está com cara de que vai terminar logo, está com cara de que vai se arrastar até quase o final de 2016, isso(o que já é improvável, mas vai que…)se 2017 não entrar e não estiver definido o que vai acontecer.

Opinião do colaborador: Esta é uma lista do colaborador. Não coloquei Nico Rosberg pois a sua esposa teve uma gravidez difícil e só quem passa por algo assim, sabe como a cabeça do homem desnorteia e o foco não é o mesmo para executar uma profissão onde se exige simplesmente 100% de sua concentração.

Crédito da foto – Twitter



Cara simples, amante do esporte a motor e que curte outros esportes. Dono do canal Tio Duh no youtube, voltado para gameplay de clássicos de 8,16 e 32 bits. Amante do esporte a motor, considera escrever uma forma de estar mais próximo das pistas!