Venda de ingressos para final tem problema e santistas conseguem comprar por R$ 70 a menos

Um erro no site Sócio Rei, portal pelo qual os sócios do Santos reservam suas entradas de forma antecipada para jogos do clube, permitiu que alguns sócios comprassem ingressos para a final da Copa do Brasil entre Santos e Palmeiras, dia 25/11, na Vila Belmiro, por até R$ 70 a menos do que o cobrado pelo clube.

Leia mais: Projeto é aprovado em primeira reunião e Vila pode ter cerveja liberada na final da Copa do Brasil

O Santos anunciou nesta terça-feira o valor oficial para ingressos da final e o setor de arquibancada tem o custo de R$ 200 inteira e R$ 100 a meia. Porém sócios dos planos diamante, ouro e prata, que tinham preferência de compra nesta terça, conseguiram reservar por R$ 30 (os sócios pagam meia-entrada em qualquer situação).

O sócio Wilber Gadi, da categoria prata, afirma ter reservado um ingresso logo após o horário em que as vendas abriram, 12h: “Eu comprei as 12:02:50. Minha categoria é Prata. Mas o preço que eu paguei foi de R$30,00”, disse

O Torcedores.com teve acesso a imagens registradas por sócios do Santos que conseguiram a reserva de forma diferente da divulgada pelo clube. A imagem abaixo mostra um sócio comprando por R$ 30 sua entrada:

santos

“Caso o Santos me cobre o preço de R$ 100 vou ter que ir atrás dos meus direitos. E o clube que vá atrás de quem cometeu o erro”, completou Gadi.

Outros sócios, mas da categoria comum, também alegam ter comprado ingresso nesta terça. O detalhe é que a venda para sócios da categoria comum só terão  venda aberta de forma oficial na próxima quarta-feira, a partir de 13h.

Neste caso o valor cobrado foi o de R$ 100, o correto, mas em data errada. Uma hora depois, às 14h, já não era mais possível ao sócio comum acessar a área do site para compra de ingressos.

Em contato com o Torcedores.com, o Santos afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que ainda não tem um posicionamento para o ocorrido, mas que noas informações devem surgir até o fim desta terça. No momento, a posição do Santos é de que, como o site é gerido pela empresa CSU, parceira do clube, é de responsabilidade dela os problemas ocorridos.



Jornalista esportivo.