UFC 193 também terá outra disputa de cinturão e brasileiro no octógono

Reprodução/Instagram

O UFC 193 é a prova definitiva do espaço conquistado pelas mulheres na maior organização de MMA do mundo. Não apenas a maior estrela da companhia – Ronda Rousey – estará em ação como a segunda luta mais importante da noite também será protagonizada por lutadoras. E não será uma luta qualquer, mas sim, uma disputa de cinturão.

LEIA MAIS:
Americano aposta US$ 10 mil em derrota de Ronda no UFC 193

 

A polonesa Joanna Jedrzejczyk tenta, pela segunda vez, defender o título do peso palha (52kg). A europeia encara a canadense Valérie Létourneau no coevento principal do UFC 193, que acontece em Melbourne, na Austrália, na noite deste sábado (14). E, se Ronda Rousey já é considerada a rainha do peso galo (61kg), Joanna tem tudo para ser a equivalente na divisão até 52kg.

Aos 28 anos, esta polonesa de sobrenome complicado venceu todas as 10 lutas que disputou. Lutadora de muay thai das boas, o estilo agressivo de Joanna já lhe rendeu quatro vitórias por nocaute na carreira – incluindo os triunfos sobre Carla Esparza, de quem tomou o cinturão no UFC 185, e Jessica Penne, a quem venceu no UFC Fight Night 69.

A canadense também tem como base a trocação, mais calcada no kickboxing. Quatro de suas oito vitórias aconteceram por nocautes. Das três derrotas, uma foi por nocaute e duas por decisão. No UFC desde junho do ano passado, venceu todos os confrontos. Em agosto, superou a forte ucraniana Maryna Moroz e se credenciou a disputar o título. Ao todo, são oito vitórias e três derrotas na carreira profissional.

Também no card principal, temos um combate interessante no peso médio (84kg) masculino. O jamaicano Uriah Hall, considerado uma promessa, encara Robert Whittaker.

O “Homem Ambulância” (Hall ganhou o apelido durante o TUF 17) tem desempenho irregular no octógono. Ora alterna exibições de gala, como o nocaute aplicado sobre Gegard Mousasi em setembro, ora luta de forma “sem graça” (como quando perdeu a decisão do TUF para Kelvin Gastelum). Tal irregularidade explica o cartel de 12 vitórias e cinco derrotas.

Neozelandês, Whittaker lutará praticamente em casa. Ele vence de três vitórias seguidas e é perigoso tanto na trocação quanto na luta de chão. Ele tem 14 vitórias e quatro derrotas no cartel.

Confira o card completo do UFC 193:

CARD PRINCIPAL

Ronda Rousey x Holly Holm
Joanna Jedrzejczyk x Valérie Létourneau
Mark Hunt x Antônio Pezão
Uriah Hall x Robert Whittaker
Stefan Struve x Jared Rosholt

CARD PRELIMINAR

Jake Matthews x Akbarh Arreola
Kyle Noke x Peter Sobotta
Anthony Perosh x Gian Villante
Richie Vaculik x Danny Martinez
Daniel Kelly x Steve Montgomery
Richard Walsh x Steven Kennedy
James Moontasri x Anton Zafir
Ben Nguyen x Ryan Benoit

Crédito da foto: Reprodução/Instagram



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.