Torcida do Flamengo espera por mais 120 anos de glórias

Getty Images

Neste domingo (15), o Clube de Regatas do Flamengo assopra mais uma vela. O clube mais uma vez o tradicional, respeitado, amado e odiado por muitos nesses longos anos de vida, 120 no total, para alegria de sua Nação, viveu mais de glórias do que de tristezas.

LEIA MAIS:
Quem é a musa do Flamengo? Vote na enquete!

O clube que nasceu do remo, esporte esse que é referência no país até os dias atuais, que cedeu diversos atletas para todas as modalidades olímpicas e que fez no céu e no mar a sua história repleta de títulos merece todo o respeito.

Composta de grandes personalidades, a marca Flamengo é conhecida no mundo todo. O futebol, obviamente é o carro-chefe deste clube considerado como Mais-Querido do país.

Nos gramados, os 120 anos para não falar apenas positivamente também teve seus momentos ruins. O pior, por mais que haja controvérsia foi justamente no ano de seu centenário. Ataque dos sonhos, mais de 120 jogadores na temporada, trocas de treinadores, erros de gestão, lambanças econômicas e piadas de rivais.

Mas nada como um dia após o outro. Se naquele tempo houve muita crítica, nos dias atuais, pelo menos no que diz respeito à administração, o Flamengo é um exemplo de que quando se trabalha com os pés no chão e planejado, as coisas tendem a fluir bem.

O futebol não consegue ganhar os títulos esperados. Os investimentos não são astronômicos, mas muita das vezes equivocadas. Seja na alegria ou na tristeza, o fato é que o 12º jogador jamais deixará de acompanhar o rubro-negro. Aqueles que nascem, morrem Flamengo, deixam legado, e esses precisam de títulos, alegrias para não desmotivarem a manter a hegemonia de maior torcida, além de acompanhar o time aonde quer que esteja.

Apesar de ser praticamente impossível afirmar oque ocorrerá daqui um ano, imagina então daqui mais 120 anos. Arrisco em dizer que a expectativa é de que até o aniversário de 240 anos, o retrospecto seja cada vez melhor. O Flamengo hoje é dirigido por empresários e aos poucos se livra de um feudalismo que insistiu em permanecer à frente do clube e que quase o fez afundar e ser vendido. A marca é forte e tende ser cada vez mais exposta positivamente. O marketing trabalha bem isso e com tempo pode colocar o Flamengo em patamares inimagináveis.

Pela tendência, independente de vaidades de quem assuma o comando a cada triênio, deve haver a continuidade e a responsabilidade fiscal, os trabalhos de base, e desenvolvimento de centros de treinamentos de primeiro mundo e um estádio próprio. Isso sem falar que não haverá quedas à outras séries e quem sabe um profissionalismo ainda maior. Acabará o amadorismo e sobrará a certeza de que o Flamengo é maior do que qualquer um que o assuma por um determinado período.

Nos próximos 120 anos, a torcida pode esperar por novos ídolos, fortalecimento de marca, aumento de sócios-torcedores e até entradas em áreas fora o futebol como receitas financeiras. Você concorda?

É aguardar para ver. Até a próxima!

Crédito da foto: Getty Images



Sou formado em Publ & Prop, jornalismo e rádio. Trabalhei em grandes empresas do ramo de serviços e desde 2003 atuo na área esportiva. Fiz parte da equipe da rádio Record e rádio USP, onde criei, produzi e apresentei 2 programas esportivos. Coordenei o principal programa jornalístico da rádio Estadão ESPN. Atualmente atuo na área comercial.