Rosberg dá troco em Hamilton e termina sexta-feira na frente

Nico Rosberg foi o piloto mais rápido do segundo treino livre para a disputa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1. Na atividade disputada na tarde desta sexta-feira (13) no Autódromo de Interlagos, o piloto da Mercedes completou seu melhor giro em 1min12s385, tempo obtido ainda na primeira metade do exercício.

LEIA MAIS:
Mercedes não dão chances aos rivais e Hamilton lidera TL1 em Interlagos

A segunda colocação ficou com o outro piloto da Mercedes, Lewis Hamilton, que após liderar o primeiro treino livre acabou a atividade da tarde quatro décimos mais lento em relação ao seu companheiro de equipe. Sebastian Vettel mais uma vez ficou com a terceira posição, seguido por Kimi Räikkönen, ambos com carros da Ferrari. A lista dos cinco melhores ainda teve Daniel Ricciardo, com a Red Bull.

Felipe Massa e Felipe Nasr apresentaram desempenhos melhores em relação ao apresentado na primeira sessão do dia. O piloto da Williams registrou o décimo tempo, com a marca de 1min13s870, enquanto o representante da Sauber percorreu os 4.309 metros do traçado paulistano em 1min14s134 em sua melhor passagem.

Diferente do primeiro treinamento do dia, a segunda sessão contou com uma paralisação. O motor Honda da McLaren de Fernando Alonso mais uma vez apresentou problemas e a equipe orientou o espanhol a parar o carro da pista. Ainda assim o carro do bicampeão mundial sofreu um princípio de incêndio, que logo foi controlado.

Os pilotos da Fórmula 1 retornam ao Autódromo de Interlagos neste sábado, a partir das 11h, para a realização do terceiro e último treino livre antes do Qualifying, marcado para 14h. O GP do Brasil acontece neste domingo, também às 14h.

O treino

Assim como na primeira atividade os pilotos partiram para a pista logo que a sessão foi iniciada, mas desta vez marcando tempo, em virtude de uma fina garoa que atingiu a região do Autódromo de Interlagos no intervalo entre os dois treinos. Os dois pilotos da Toro Rosso tomaram a dianteira, mas foram logo superados por Sebastian Vettel e Felipe Massa.

Com dez minutos de sessão, Rosberg assumiu a liderança do treino, marcando 1min13s793. Pouco depois, Hamilton assumiu o segundo posto, seguido por Vettel. Ricciardo tomou o quarto posto e Valtteri Bottas. O campeão mundial não demorou e tomou a liderança da atividade alguns minutos mais tarde, com 1min13s634.

No final da primeira meia hora da atividade, Bottas tomou a liderança das Mercedes, ao marcar 1min13s603 utilizando pneus macios. Mais tarde foi a vez de a McLaren de Fernando Alonso parar seu carro a pedido da equipe, em decorrência de problemas no motor. Com o carro parado no segundo setor do circuito paulistano, a direção de prova acionou bandeira vermelha.

O treino foi retomado após uma paralisação de dez minutos e a maior parte dos pilotos optou por ir à pista. Rosberg precisou apenas de uma volta para tomar a liderança, alcançando 1min12s385, seguido mais uma vez de Hamilton. O finlandês da Williams ainda acabou superado pela dupla da Ferrari e por Daniel Ricciardo, da Red Bull.

Na metade do exercício, os dois pilotos brasileiros apareciam no meio da tabela de tempos. Felipe Massa vinha na décima colocação, dois postos à frente de Felipe Nasr. Restando 40 minutos para o final da atividade, Max Verstappen cometeu um erro e rodou na pista, conseguindo retomar o traçado na sequência.

Na abertura da meia hora final foi a vez de Bottas cometer um erro e rodar na curva nove do traçado paulistano. Nasr voltou à pista para o stint final e pulou para a 13ª colocação. Com 15 minutos para o encerramento do ensaio, Nico Rosberg escapou da pista no último setor do circuito durante uma simulação de corrida.

A atividade seguiu sem mudanças entre os ponteiros e Rosberg terminou como piloto mais rápido do dia.

Foto: Beto Issa/F1 GP Brasil



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.