Opinião: Palmeiras deverá perder o patrocínio da Crefisa

Palmeiras crefisa
Crédiso de imagem: Divulgação

Descontentamento da Crefisa com as recentes atitudes de Paulo Nobre podem fazer a patrocinadora que mais investiu dinheiro até o momento no Palmeiras após a Parmalat deixar o clube. Presidente da empresa detonou Paulo Nobre em entrevista ao jornal Lance!.

LEIA MAIS
Patrocinadora do Palmeiras crava: “Flamengo dá muito mais visibilidade”
Presidente da Crefisa se irrita e ameaça romper com o Palmeiras

Estava tudo indo bem demais para ser verdade. Se já não bastasse a má fase no Brasileirão para tumultuar o ambiente do clube às vésperas de uma final de Copa do Brasil, agora a própria patrocinadora do clube detona Paulo Nobre publicamente. Também pudera: querer produzir uma camisa comemorativa com a marca da Parmalat enquanto a sua atual patrocinadora investe mais de R$ 100 milhões no clube é para irritar qualquer um mesmo…

Entenda o caso clicando AQUI e AQUI.

Imagine a situação: você teve uma parceira(o) que amou bastante durante um tempo. Foram felizes, é verdade, mas o amor acabou e, quando ela(e) foi embora, você sofreu muito, caindo em depressão e por duas vezes precisou sem internado em uma casa de reabilitação por conta do uso de drogas. O tempo passou e finalmente parece que você está melhor, apaixonado(a) outra vez por uma nova pessoa, que te trata com carinho e quer ver você feliz em sua vida. No entanto, após quase um ano de relacionamento, você faz menção em lembrar de sua(eu) antiga(o) namorada(o), que te deixou há tanto tempo. O sentimento de ingratidão é tão forte que a(o) parceira(o) atual pensa em te abandonar.

Como se fizessem parte desta história de amor, o Palmeiras é o personagem principal, tendo a Parmalat como o amor antigo e a Crefisa como o amor novo. É natural que a empresa da presidente Leila Pereira sinta raiva do clube hoje, pois é inadmissível sequer o Paulo Nobre pensar em colocar o nome da Parmalat nos dias de hoje em algo relacionado ao Palmeiras. Ou será que o presidente alviverde já esqueceu dos anos de “rehab” na segunda divisão por conta do uso de drogas (de jogadores)?

Paulo Nobre ainda não se posicionou oficialmente sobre as acusações da Crefisa, mas praticamente admitiu sua falha de conduta em uma nota oficial emitida pelo Palmeiras. Nela, o clube confirma que houve a ideia de fazer uma camisa com a marca da Parmalat, mas que consultou a Crefisa antes de dar sinal verde para a Adidas.

Poxa vida, será que a inocência é tamanha a ponto de imaginar que a atual patrocinadora deixaria que essa ideia maluca fosse pra frente? Será que o Paulo Nobre não se lembrou da época da FIAT? Também foi lançada uma camisa em alusão aos anos dourados da Parmalat, só que ao invés do modelo trazer a marca do leite, estampou a logomarca da montadora de carros italiana, patrocinadora da época.

As vezes essa ingenuidade da atual diretoria do Palmeiras me impressiona. A postura mudou para melhor em muitos aspectos, é verdade, mas em coisas tão básicas e simples como essas ainda comete erros infantis. O Palmeiras corre sérios riscos de perder a sua principal arma para 2016. E tudo isso, meus caros, será por culpa única e exclusiva da gestão Paulo Nobre, que estava indo tão bem.

Agora é rezar para conseguirmos uma vaga na Libertadores, pois se no ano que vem não disputarmos o torneio sul-americano e ainda perdermos a patrocinadora, os dias de rehab podem voltar com força total…

Foto: Divulgação