Cruzeiro bate Sport e aproxima-se da briga pela Libertadores

O Cruzeiro bateu o Sport pelo placar de 3 a 0 em jogo isolado da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, disputado neste domingo (15). Willians, Durval (Contra) e Marcus Vinicius fizeram os tentos que levaram os Celestes aos 51 pontos na 8ª posição. Os rubro-negros de Pernambuco estacionaram nos 52, ocupando a 7ª colocação. Na próxima rodada, os mineiros vêm à São Paulo, no sábado (21) jogar contra o Palmeiras no Allianz Parque. Já os pernambucanos recebem o Atlético (PR) na Ilha do Retiro, no domingo (22).

O jogo começou com o Cruzeiro tentando ameaçar um pouco, mas com cinco minutos, o meia do Sport Marlone, teve duas chances de concluir a gol. Depois, o time celeste tentou equilibrar as ações, com Ariel Cabral e Willian. Wendell leva um tranco e sofre falta, ele teve que sair de campo para ser atendido, mas regressou ao campo de jogo normalmente.

Com 15 minutos, o Cruzeiro aparecia com mais presença na parte ofensiva, mas ainda não tinha criado uma clara chance de gol. Por outro lado, Marlone seguia sendo o homem mais perigoso em campo pelo lado do Sport. Por volta dos 20, finalmente o Cruzeiro chegou com perigo. Fabricio apareceu no ataque e passou para Willian, sendo que a defesa pernambucana afastou o perigo. Aos 22, Willian recebe na área e tinha a chance de rolar para Ceará, mas preferiu chutar em cima de Renê. Escanteio para os Celestes, que foi rebatido pela defesa do Leão.

Aos 26, o Sport teve chance com Diego Souza, porém, Fábio ficou com a bola, no ataque seguinte, Alisson teve chance de concluir a gol, só que Danilo Fernandes cortou a tentativa e fez a defesa. O empate persistia e Mano Menezes tentava fazer com que sua equipe avançasse para o ataque, o pedido pareceu surtir efeito, com Ariel acionando Fabricio. No entanto, o lateral Celeste foi flagrado em impedimento. No minuto 33, Ceará recebe perto da área e chuta, Osvaldo rebate para escanteio. Na cobrança, o Cruzeiro insiste e consegue novo tiro de canto. Aos 35, Willian teve chance, acionou Alisson e a defesa do Sport afastou.

O sangramento de Wendell não cessava e isso levou Falcão a substituí-lo, colocando Ronaldo em seu lugar no Sport aos 39. Aos 41, Mateus Ferraz recebeu o primeiro amarelo da partida. Falta anotada para o Cruzeiro e na cobrança de Fabricio, a bola explode em Marlone e o Estrelado consegue escanteio. Na cobrança, falta de Willian sobre Durval. O atacante Celeste ganhou cartão amarelo. No lance seguinte, Diego Souza sofre falta e o juiz marca a infração. Na cobrança, a bola bate na zaga e sai em escanteio. Na cobrança de Renê, a boa chega em Diego Souza e Bruno Rodrigo desvia para escanteio. Aos 47, Manoel e Oswaldo trombam e caem em campo, exigindo intervenção médica. Na última chance do primeiro tempo, o Cruzeiro chegou com Bruno Rodrigo, porém, ele mandou a bola para fora. Fim da primeira etapa, 0 a 0.

A segunda etapa começou com Alisson tomando a bola e indo ao ataque ele chuta e a a defesa quase manda contra o próprio gol, cedendo escanteio. Na cobrança, a defensiva rubro-negra afasta. Os mineiros exerciam mais pressão nos minutos iniciais e aos sete Alisson chegou com perigo, recebendo passe de Willians, mas perdeu boa chance devido a defesa de Danilo Fernandes. Aos nove, Ronaldo tenta acionar André. Contudo, a arbitragem indicou impedimento do ataque do Sport. As duas equipes regressaram a campo com mais vontade de jogar e buscando a vitória. Willians, aos 12, vinha pela área e tentou um chute, a bola bateu no braço do volante Ronaldo e o juiz deu pênalti a favor do Cruzeiro. Diego Souza e André receberam cartões amarelos por reclamação. Na cobrança de Willians, a bola foi para o fundo da rede do Sport. Cruzeiro 1 a 0.

Na saída de bola, novo ataque do Cruzeiro e mais um gol Celeste aos 16. Willians recebe passe de cabeça de Ceará e ele tenta cruzar na área, a bola bate no zagueiro Durval e trai Danilo Fernandes. O segundo de Willians e do Cruzeiro na tarde. 2 a 0.

O Sport tentava regressar ao jogo e colocou Neto no lugar de Regis e, na altura dos 20 minutos, mas tomou um contra-ataque e a bola caiu no pé de Marcus Vinicius, que ganhou da zaga e empurrou para o fundo da rede pernambucana. 3 a 0.

Willians recebeu o cartão amarelo aos 23 e depois, Diego Souza teve boa chance aos 24, só que ele cabeceou longe do gol de Fábio. Aos 25, duas mudanças no jogo. Pelo Sport sai Marlone e entra Maikon Leite. No Cruzeiro, Alisson deixa a equipe para a entrada de Leandro Damião. Com 29, o Sport tenta um ataque, contudo, um impedimento foi anotado e Regis, amarelado.

Aos 30, saiu Marcus Vinicius e entrou Marquinhos no Cruzeiro. E o Sport tentava exercer maior pressão em campo. Diego Souza tentou um lance aos 35, que foi rechaçado pela defesa mineira. Aos 37, Damião recebe na área e fechou o ângulo em cima do centroavante do Cruzeiro. Escanteio concedido e na cobrança de Marquinhos, a bola fica com Danilo Fernandes. O Estrelado fez sua última mudança no jogo, saindo Ceará e entrando Fabiano. No minuto 40, Willians recebe bom passe de Willian, mas ele perde o tempo de chute e a defesa toma a bola. Aos 42, Willian recebe ótimo passe e Renê cortou a chance, cedendo escanteio. Na cobrança a zaga afastou. Depois, Fabricio recebe na área e é derrubado. Juiz não marca pênalti e sim escanteio. Na cobrança, a zaga afasta e aos 45, Diego Souza recebe, mas chuta pela linha de fundo. Aos 47, André chega na frente de Fábio com a bola dominada, mas pega mal na bola e perde aquela que foi a última chance da partida. Cruzeiro 3 a 0.

CRUZEIRO 3×0 SPORT

Motivo: 35ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data/hora: 15/11/2015, às 17h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (RJ) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

GOLS: Willians, 13’2ºT (1-0); Durval, contra, 15’2ºT (2-0), Marcos Vinícius, 20’2ºT (3-0)
Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Regis (Sport), Willian, Willians (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 25.851 pagantes/R$751.652,00.

CRUZEIRO: Fábio; Ceará (Fabiano – 38’2ºT), Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians, Henrique e Ariel Cabral; Marcos Vinícius (Alisson – 31’2ºT), Willian e Alisson (Leandro Damião – 26’2ºT). Técnico: Mano Menezes.

SPORT: Danilo Fernandes; Oswaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel (Ronaldo – 39’1ºT) e Neto Moura (Regis – 17’2ºT); Diego Souza, Marlone (Maikon Leite – 25’2ºT) e André. Técnico: Falcão