Cinco volantes para o Inter suprir a carência do setor em 2016

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Próximo do final da temporada, o Inter convive com um enorme problema para montar o time nas rodadas derradeiras do Brasileirão. Sem Nilton e Wellington Martins, suspensos por doping, o clube tem apenas Rodrigo Dourado como titular afirmado e absoluto na posição de volante. Sem maiores opções, Argel Fucks ainda tem, para o setor, o uruguaio Nico Freitas e os jovens Bertotto e Silva.

MAIS INTER:

Pelo Instagram, Vitinho demonstra apoio ao amigo Valdívia: “Vai passar rápido”

Após grave lesão, Valdívia deverá perder as Olimpíadas de 2016

10 coisas que os outros times brasileiros invejam na dupla Gre-Nal, mas não assumem

Para 2016, o Inter obrigatoriamente precisará ir ao mercado para buscar soluções que resolvam a lacuna da cabeça de área do time. E não precisará ir longe, e nem gastar muito.

Fernando Bob – Capitão da Ponte Preta na belíssima campanha da Macaca no atual Campeonato Brasileiro, o volante canhoto Fernando Bob tem despertado a atenção do mercado de transferências após boas atuações. Sendo canhoto, poderia compor pelo lado esquerdo uma compacta linha de volantes ao lado de Rodrigo Dourado no Inter. Segundo o blog do jornalista Paulo Vinícius Coelho, o time gaúcho ganhou a concorrência de Palmeiras e Corinthians e está próximo de anunciar Bob.

Fabinho – Velho conhecido de Argel Fucks desde os tempos de Figueirense, o volante Fabinho até teve o seu nome ligado a uma eventual transferência ao Inter recentemente. Entretanto, o negócio esfriou e não há uma definição nesse sentido. É um volante com saída para o jogo, com passadas largas e arremate. Jogaria como segundo homem, à frente de Dourado.

Otávio – Trata-se de uma das gratas revelações do atual Brasileirão. Apesar da baixa estatura, Otávio demonstra ser um gigante em termos de roubadas de bola e movimentação, e é um dos destaques do Atlético-PR em 2015. No entanto, suas boas atuações, por óbvio, valorizaram o seu passe, o que obrigaria o Inter a investir um pouco mais pelo jogador.

William Arão – Ainda com futuro indefinido no Botafogo, William Arão segue despertando o interesse de outros clubes do futebol brasileiro. O jogador tem contrato somente até dezembro com o alvinegro e não sabe se permanecerá em 2016. Titular do clube carioca desde o início da temporada, Arão tem o chamado “elemento-surpresa”, com boas chegadas ao ataque.

Rithely – Naturalmente, obrigaria a um pesado investimento, mas pela bola que vem jogando, todos os centavos seriam devidamente bem investidos. Rithely (foto) é um dos destaques do Sport na surpreendente campanha no Brasileirão de 2015 e também é um dos líderes no quesito roubada de bolas.

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.