Atlético-MG: Dátolo não ‘joga a toalha’ e ainda acredita, mesmo que remotamente, em título

O meia Jesús Dátolo foi o responsável pelo Campeonato Brasileiro não ter terminado de forma precoce com o título do Corinthians. Nos acréscimos, ele marcou o gol que deu a vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense e manteve chances mínimas de conquista pelo lado do Galo. Para o argentino, enquanto a matemática não der o Timão campeão por 100%, tem de acreditar. Lições que ele aprendeu com os torcedores atleticanos.

LEIA MAIS
Atlético-MG: mesmo aparecendo pouco, Rafael Carioca segue como melhor passador do Brasileirão
Convocado por Dunga, zagueiro Jemerson diz que “a ficha ainda não caiu”
Mercado da Bola: Levir Culpi afirma que dirige só o Atlético-MG no Brasil
Levir Culpi dá recado a ‘haters’ de seu trabalho no Atlético-MG

“Depois do jogo (diante do Figueira), todo mundo estava falando isso. Que bom, porque mantém o campeonato vivo, mantém a esperança do torcedor. Se não é sofrido, não é Atlético-MG. É o que falam aqui. É muito bacana, cheguei aqui em Minas e o torcedor do Atlético-MG me ensinou isso. Enquanto houver 1% de chance, vamos lutar até o final”, disse o sul-americano ao Globoesporte.com.

Ele também comentou sobre o tento em Santa Catarina e analisou a jogada. “Um gol complicado, porque foi quase no último lance, a gente estava empatando o jogo, e a gente precisava vencer. Tive muita calma na hora de fazer o gol. Eu estou com 31 anos, estou com aquela experiência. Já passei por vários times, então eu soube pensar, frear o momento para definir, e fui feliz na hora do gol”, explicou.

Crédito da foto: Bruno Cantini/CAM



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.