Argentinos provocam após suspensão de clássico: “Festa adiada”

Reprodução / Site oficial Olé

Um temporal em Buenos Aires surpreendeu o público que aguardava pela disputa entre Argentina e Brasil, válido pela terceira rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Como o gramado do Monumental de Núñez não tinha condições de jogo, o clássico será realizado nesta sexta (13).

LEIA MAIS:
Argentina x Brasil: chuva e adiamento viram piadas e memes na web
SporTV mexe em programação e ‘fisga’ jogo do Chile após adiamento do Superclássico
Globo tem que se virar com filme após adiamento de jogo da seleção

“A festa foi adiada, os torcedores que estavam cheios de expectativas não tiveram outra opção além de dar meia volta e aguardar 24 horas para o jogo”, publicou o “Olé”, principal jornal esportivo da Argentina. Na chamada principal do site havia a expressão “aguafiestas”, um trocadilho que significa algo como “estraga-prazeres”. A resposta à publicação argentina aparece na capa do jornal “Lance”, em registro que foi endossado pelo diário chileno “El Gráfico”. O diário brasileiro cita a famosa música entoada pelos argentinos durante a Copa do Mundo: “‘Decime que se siente?’ Medo”.

Já o também argentino “Clarín” evitou polêmica. “Furiosa, a chuva chegou para ficar e o adiamento era inevitável”, relatou o jornalista Ezequiel San Martín. “O gramado estava impraticável”, completou o uruguaio “El Pais”.

De acordo com o diário espanhol “Marca”, a seleção brasileira preferia entrar em campo antes do horário estabelecido pela Conmebol, mas prevaleceu a decisão dos argentinos. “Um dilúvio monumental. Parecia uma piscina”, definiu a reportagem assinada por Charly Siffredi.

(Reprodução / Site oficial Olé)