10 jogos lamentáveis em que o Inter viu a classificação escapar

Divulgação/Conmebol.

Faltando apenas quatro rodadas para o término do Brasileirão, o Inter segue firme na briga pela classificação à Libertadores de 2016. No momento, estaria fora, já que é o 6° colocado com 53 pontos, atrás do São Paulo, em 5°, com o mesmo número de pontos, mas melhor saldo, e do Santos, em 4°, com 54. 

MAIS INTER:

Argel Fucks e suas frases: conheça o “Argelês”, dicionário do técnico colorado

Por onde anda? Wilson Matias, o espetacular

Se voltar no tempo e olhar o próprio retrospecto recente e em diferentes competições, o Inter já sabe o que não deve fazer para assegurar a vaga. Brasileirão, Gauchão, Copa do Brasil, Libertadores e até Mundial, o Torcedores.com viajou no passado e listou 10 jogos em que o Inter viu a classificação escapar por entre os dedos. Confira.

Inter 0x2 Mazembe – semifinal do Mundial de 2010

Bicampeão da Libertadores em 2010, o Inter viajava para o Mundial cercado de muita expectativa em busca do outro bi. Esqueceram de avisar aos congoleses do Mazembe, que com muita correria e melhor futebol que o próprio time gaúcho, venceu na semi por 2×0 e impediu a classificação colorada à final.

 

Veranópolis 2×1 Inter – primeira fase do Gauchão de 2007

No dia do seu aniversário, em 4 de abril de 2007, o Inter pagou um vexame daqueles ao ser eliminado na primeira fase do estadual. No último lance da partida, Clemer escorregou embaixo dos paus e viu a bola sobrar livre para Marcos Alexandre decretar a vitória e a classificação do Veranópolis, bem como a eliminação colorada.

 

Inter 1×0 Nacional – fase de grupos da Libertadores de 2007

O primeiro semestre do Inter em 2007 foi um verdadeiro pesadelo para os torcedores. Eliminado na primeira fase do Gauchão pelo Veranópolis, o time não deu uma resposta diferente na Libertadores, da qual era o atual campeão, e também caiu na fase de grupos. No jogo derradeiro, precisava fazer 3×0 no Nacional, do Uruguai, mas fez apenas 1.

 

Paulista 1×0 Inter – oitavas de final da Copa do Brasil de 2005

Em boa fase no Brasileirão daquele ano, o Inter não conseguiu manter o ritmo na Copa do Brasil e perdeu a classificação às quartas para o Paulista de Jundiaí, que, mais tarde, viria a ser o campeão. A cruel eliminação veio na polêmica decisão por pênaltis. Veja.

 

Vitória 3×1 Inter – oitavas de final da Copa do Brasil de 2004

Em jogo que o goleiro Clemer foi expulso por tentar dar uma bolada no gandula, o Inter manteve sua sina de más campanhas na Copa do Brasil e não se classificou às quartas ante o Vitória, da Bahia.

 

São Caetano 5×0 Inter – última rodada do Brasileirão de 2003

Um empate bastaria para o surpreendente Inter de Muricy Ramalho conquistar uma vaga na Libertadores de 2004 via Brasileirão, que, naquele ano, realizava sua primeira edição em pontos corridos. Mas, contra o experiente São Caetano de Tite, o jovem time colorado sofreu um duro choque de realidade.

 

Inter 0x2 Corinthians – Brasileirão de 2001

Ainda na época em que os oito melhores se classificavam para o mata-mata do Brasileirão, o Inter de Carlos Alberto Parreira recebia o Corinthians no Beira-Rio precisando vencer para entrar de vez no grupo que ia à fase seguinte. Mas…

 

Cruzeiro 3×2 Inter – quartas de final da Copa João Havelange de 2000

Até hoje os torcedores colorados não perdoam o volante Leandro Guerreiro pelo fatídico erro que resultou na eliminação colorada na Copa João Havelange. Com o gol feito ainda no início do segundo tempo, o time gaúcho ficou próximo de garantir a classificação à semi.

 

Inter 0x4 Juventude – semifinal da Copa do Brasil de 1999

Em uma década onde só o Grêmio ganhava, o Inter via na Copa do Brasil de 1999 uma oportunidade de dar o troco e ver, enfim, seus torcedores felizes com o próprio time. Na semi do torneio, um empate em 0x0 no jogo de ida em Caxias contra o Juventude alimentou a esperança vermelha em estar na final. Mas no jogo da volta, testemunhado por 60 mil colorados, nada deu certo.

 

Bragantino 1×0 Inter – Brasileirão de 1996

O Inter deixava em Bragança Paulista todas as suas possibilidades de ir para as fases decisivas do Brasileirão de 1996. Leandro Machado ainda perdeu uma penalidade máxima e deu contornos de tragédia àquela desclassificação.

 

Divulgação/Conmebol.

 

 

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.