Torcedores do Arsenal criam campanha em apoio à Gabriel

Torcedores do Arsenal criam campanha em apoio a Gabriel
Crédito da foto: Reprodução/ Twitter

O jogador Gabriel Paulista, do Arsenal foi protagonista de uma confusão com Diego Costa e acabou expulso na partida que resultou em vitória do Chelsea por 2 a 0.

LEIA MAIS: 
Diego Costa quase transforma clássico inglês em briga; veja
Em jogo polêmico, Chelsea bate o Arsenal e mantém tabu 

A confusão não começou com o zagueiro brasileiro, que apenas foi em defesa de seu companheiro de equipe. O atacante do Chelsea agrediu o zagueiro francês Koscielny em um lance na grande área e esquentou o clima em Londres. O brasileiro Gabriel Paulista, do Arsenal, foi para cima de Diego Costa e se deu mal: foi expulso. Os dois chegaram a ser separados diversas vezes, mas após aparentemente tudo estar resolvido, em outro lance Gabriel chegou a dar uma espécie de coice em Diego e foi flagrado.

Gabriel levou um amarelo na sequência e um vermelho direto no espaço de um minuto. Logo após a partida, os torcedores Gooners começaram a twittar mensagens com a hashtag ‘#IStandWithGabriel’ (algo como: “Eu estou com Gabriel) para demonstrar a aparente injustiça que o zagueiro teve em Stamford Bridge.

Fãs de Londres lado norte são bem conhecida por expressar suas opiniões através da mídia social e mais uma vez eles não decepcionaram.

1- Gabriel é um líder natural e lutador. Ele poderia ser nosso futuro capitão.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter
Crédito da foto: Reprodução / Twitter

2- Nós precisamos de mais jogadores como Gabriel.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter
Crédito da foto: Reprodução / Twitter

3- Gabriel, nós precisamos de mais crianças capazes de enfrentar valentões como você.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter
Crédito da foto: Reprodução / Twitter

4- Alguém deveria fazer algo contra essas injustiças. Esses atos sujos não podem ser ignorados.

5- Não tenho nenhum problema com Gabriel. Apenas gostaria que ele tivesse nocauteado Diego Costa.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter
Crédito da foto: Reprodução / Twitter