Opinião: Uma pergunta franca para Marco Polo del Nero

MarcoPoloDelNeroSenhor Marco Polo Del Nero, bom dia! Eu sei que sou um mero torcedor como tantos outros, tenho minha preferência clubistica, e me espanta um fato a cada entrevista que o senhor concede.

Me permita fazer uma pergunta de homem para homem: Qual o seu medo de viajar para fora do Brasil e honrar o cargo que o senhor ocupa desde abril deste ano?

Desde o episódio em que José Maria Marin e outros nomes importantes da FIFA foram presos, o senhor foge das ações que envolvam representar a entidade, da qual o senhor é presidente, como o diabo foge da cruz. Prefere indicar um representante do que o senhor próprio ir brigar pelos interesses da entidade e do futebol cinco vezes campeão mundial, creditando a necessidade de estar presente para defender-se na CPI do Futebol. Senhor Marco Polo, o senhor tem advogados para o que? Se a comissão parlamentar de inquérito pedir coisas, deixe que eles se entendam com ela, e quando o senhor for convocado, vá e deponha, se defenda, apresente seus argumentos, mas honre o seu cargo.

Não podemos aceitar que um homem como o senhor tenha medo de viajar e participar de reuniões e deliberações do cargo para o qual o senhor foi eleito. Se a consciência pesa tanto a este ponto, tome uma atitude que seria benéfica ao futebol nacional, renuncie!

A cada vez que há reuniões, eventos e etc na FIFA ao qual o senhor deixa de comparecer, reforça a sensação de que os 7 a 1 foram uma lição não aprendida e que se depender de seu comportamento de certa forma, omisso, será um convite para que essa sensação dolorida na torcida brasileira perpetue, prossiga e fique impregnada em todos nós torcedores.

Na entrevista coletiva de hoje, durante a convocação da Seleção Brasileira para os jogos das eliminatórias de 2018 o senhor disse que não responderia a uma pergunta sobre viajar ao Chile. Não é esta a atitude que se espera de um comandante, não é isso que os fãs de futebol esperam saber e ouvir. Isso está me lembrando aquele capitão do barco italiano que ao menor sinal de naufrágio, pulou fora da embarcação e sua atitude se assemelha a isso.

Se for para ter um representante do futebol brasileiro omisso, eu e creio que a torcida brasileira desejamos que você renuncie!

Foto:  Alex Ferreira/ Câmara dos Deputados