Opinião: Osorio mostra mais uma vez que São Paulo não tem elenco

Crédito: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Crédito da Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Preservando o time para a Copa do Brasil, Juan Carlos Osorio escalou um São Paulo cheio de remendos contra o Avaí, poupando seus principais atletas para o duelo de quarta-feira. Além disso, lesões e suspensões fazem parte do dia-a-dia do treinador, que convive também com a guerra política dentro do clube.

Sendo assim, o torcedor/leitor deve pensar que raios Osorio está fazendo no Tricolor com tamanhos problemas que surgem em seu cotidiano. É querer dar chance de mais para quem não anda merecendo.

LEIA MAIS:
Opinião: Avaí vence São Paulo e aumenta desconfiança no Tricolor
Breno volta a fazer gol e são-paulinos exaltam o zagueiro nas redes sociais
Avaí bate São Paulo e se afasta da zona de rebaixamento

Com certeza, a ausência mais sentidas nestes dois últimos jogos contra os catarinenses foi Paulo Henrique Ganso. Ou seria melhor dizer a ausência de um substituto? A sofrência do time nestas duas partidas foi surreal. Contra a Chapecoense, foi um dos piores jogos que vi este ano e é facilmente o pior do Brasileirão.

Com Ganso em campo, para o bem ou para o mal do torcedor, a bola rola e as jogadas fluem. Sem ele, é o balãozinho ou bumba meu boi típico de time que não consegue se virar com o que tem.

Osorio atesta mais uma vez a total incompetência dos cartolas tricolores. O time atuou com sete jogadores da base em Santa Catarina: Lyanco, Rodrigo Caio, Matheus Reis, Lucão, Breno, João Schmidt e João Paulo. Qual deles podemos chamar de craque? Não é de Cotia que viveremos e não temos um “novo” Lucas. É uma base sem esperanças.

E nunca vi um Vasco, ex-lanterna do Brasileirão, tão favorito nesta quarta-feira, ao contrário do São Paulo, que nos jogos decisivos e nas competições que jogou este ano, nunca mostrou favoritismo. Boa sorte para nós.

PS: justiça seja feita. Parabéns ao Breno pelo gol. Mais do que merecido!