Opinião: Avaí contraria a “lógica” do futebol brasileiro

André Palma Ribeiro Avaí F. C.

Após a saída de Julinho Camargo do comando do Goiás, o Brasileirão completou 23 trocas de técnicos até a 26ª rodada. Alguns pediram demissão, por maus resultados ou para trocar de clube. Mas, a “regra” principal para a troca de comando é: oscilou muitas rodadas consecutivas, muda o treinador.

LEIA MAIS

Avaí bate São Paulo e se afasta da zona de rebaixamento

Nesse Brasileirão, trocar de técnico até que vem dando resultado. Palmeiras, Santos, Flamengo e Grêmio arrancaram do meio da tabela para o G4. A Ponte Preta reagiu sob o comando de Doriva. O Coritiba saiu da zona de rebaixamento e o Vasco mostra sinais de reação com Jorginho.

Entretanto, o Avaí vai na contramão da maioria dos times que lutam para não cair, e continua com Gilson Kleina no comando desde o início da competição, mostrando que a manutenção do treinador também pode ser um caminho importante na luta contra o descenso.

Como a grande parte dos times que vêm da Série B, o Avaí começou o Brasileirão com bons resultados, mas oscilou com derrotas seguidas e foi parar na zona de rebaixamento. Os dirigentes avaianos deram entrevistas garantindo a permanência do treinador e após a chegada de novos jogadores, como Léo Gamalho e Camacho, o Leão de Florianopólis reagiu no Brasileirão com três vitórias seguidas, a última sobre o São Paulo, por 2 a 1, e saiu da zona de degola.

Ao apostar na manutenção de Gilson Kleina o Avaí mostra confiança em seu técnico e no entrosamento já adquirido entre ele e o elenco, além de mostrar consciência de que a missão do time é permanecer na Série A. Além disso, ainda economiza recursos financeiros, já que um novo técnico significaria pagar a rescisão do treinador atual.

A permanência do time catarinense na Série A pode ser uma mostra de que o tão falado tempo de trabalho que um técnico precisa pode dar resultado. Coincidência ou não, os líderes do Brasileirão, Corinthians e Atlético- MG, estão com seus treinadores desde o início da competição.

Crédito da foto: André Palma Ribeiro/Avai F.C.

 



Jornalista formado pela Universidade do Sagrado Coração (USC) de Bauru-SP. Meu esporte preferido é o futebol, mas também gosto de outros esportes olímpicos. Torcedor do Palmeiras.