Lateral Rafinha pode trocar convocação de Dunga por seleção alemã

Crédito da foto: Reprodução / Twitter

Rafinha, lateral do Bayern de Munique tem uma decisão a tomar nos próximos dias. O jogador, recém convocado por Dunga, pode trocar de seleção e ir para a Alemanha.

O lateral, deu uma entrevista ao Lance, e informou que já deu entrada para obter passaporte alemão e que tem boas condições de ser chamado para atuar na seleção do país que ele joga há 10 anos.

LEIA MAIS:
Tetracampeão mundial detona lateral da seleção brasileira
Veja a lista da convocação do técnico Dunga para as Eliminatórias Sul-Americanas

A entrevista foi concedida antes da convocação de Dunga, realizada nesta quinta-feira (17). Quando questionado sobre a possibilidade de jogar pela seleção alemã, Rafinha respondeu:

“É uma situação difícil, eu não quero falar sobre isso agora. Farei o teste pela Alemanha, se eu for aprovado, pego o passaporte, aí eu vou estudar essa possibilidade. Se acharem que seria interessante, por que não? Tenho primeiro que pensar no passaporte, aí a conversa é outra, procuro ver o que faço. Claro que dá para jogar pela Alemanha, com o maior prazer, conheço todos os jogadores da seleção alemã. Por que não?”

O jogador porém, comemorou via rede social sua convocação.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter
Crédito da foto: Reprodução / Twitter

Rafinha ainda disse à entrevista que tomou a iniciativa de tirar o passaporte por estar totalmente adaptado ao país junto com sua família e que pretende seguir sua vida por lá mesmo após aposentadoria. Como já está convocado para as Eliminatórias da Copa, Rafinha teria que definir logo se sonha em jogar pela Alemanha ou Brasil, pois se atuar pelo Brasil, não poderá mais defender outro país.

Apesar de toda a especulação que está sendo gerada em torno do atleta, Rafinha, já tem 30 anos e, para atuar em qualquer uma das duas seleções terá que mostrar muito serviço até porque ambas estão em reestruturação e a idade pode pesar contra ele.

Pela seleção brasileira, Rafinha já foi convocado em 2014 porém para amistoso, o que faz com que ele ainda possa jogar por outro país, pois se tivesse disputado partidas oficiais, seria vetado pela Fifa.

Crédito da foto: Reprodução / Twitter