GP de Cingapura: Rosberg correrá sem nada a perder

Depois dos acontecimentos em Monza, Rosberg não mostra postura de derrota e espera ainda poder reverter os 53 pontos que o separam da liderança.

Certamente será um grande desafio, mas ainda não há nada perdido. “Obviamente, Monza não saiu conforme o planejado. Foi horrível perder um bom resultado tão perto do fim, mas agora eu entro nas últimas sete corridas com o pensamento de quem não tem nada a perder. É atacar com tudo, sem desistir da luta, de jeito nenhum.” – afirmou Nico, que não tem um desempenho tão bom no Singapore circuit quanto seu rival, Lewis.

LEIA MAIS:
Em Cingapura, Hamilton corre para se igualar a Senna em três marcas

Apesar de nunca ter vencido no circuito, o alemão lembrou: “Cingapura é uma das minhas corridas favoritas, então é um bom lugar para começar. É muito difícil para todos, física e mentalmente, e eu amo esse desafio. Eu perdi a pole só por alguns milésimos de segundo no ano passado e estava otimista para a corrida até que um problema com o volante encerrou meu fim de semana. Sei que tenho ritmo para vencer lá, então espero um fim de semana limpo e a chance de liberar essa besta prateada debaixo das luzes.

Além da nova postura, o alemão poderá contar também com um novo motor, tendo agora as mesmas condições de seu companheiro de equipe (diferentemente de como ocorreu na Itália, onde tinha ainda a versão anterior, menos potente). No primeiro treino livre, tudo isso já parece ter contribuido e Rosberg conseguiu a volta mais rápida, com 0s3 de diferença para Hamilton. Se conseguir a pole position, pode vencer e diminuir a diferença que, no momento, é consideravelmente grande. Ao menos, Rosberg não desistiu.

Imagem: Reprodução/Facebook oficial do piloto



Autora do blog sobre automobilismo Racing Journal: https://racingjournal.wordpress.com/