Gabriel vê Santos com moral e pede para time não temer Corinthians

Foto: Flickr Oficial do Santos/ Divulgação

O atacante santista Gabriel Barbosa não escondeu a empolgação um dia após a goleada por 4 a 0 sobre o Atlético-MG, vice-líder do Campeonato Brasileiro. O camisa 10 santista, principal nome da equipe ao lado do meio Lucas Lima, acredita que o resultado elevará o moral do elenco e pediu para que os companheiros “não respeitem muito” o rival Corinthians, próximo adversário na competição.

“Foi um jogo difícil, mas conseguimos marcar bem e explorar os contra-ataques. Claro que eleva o moral (o placar de 4 a 0), é o vice-líder e tem um grande time. Conseguimos uma vitória ampla, que vai elevar nossa moral, mas domingo é outro jogo, completamente diferente, fora de casa”, disse o jogador.

Gabriel deixou o jogo externando ter “tirado o pé” durante o confronto para não correr o risco de perder o clássico.

O artilheiro santista na era Dorival Júnior, com dez gols, tem dois cartões amarelos e, caso fosse punido, estaria suspenso para a próxima rodada da competição.

O Santos, por sinal, vai para o duelo invicto contra o rival na atual temporada. Foram quatro partidas, com três vitórias santistas e um empate. Além disso, dois dos triunfos serviram para eliminar precocemente o Corinthians da Copa do Brasil, ainda nas oitavas de final.

“A torcida deles joga, também. Sabemos da força dentro de casa, eles têm grandes jogadores, de Seleção. Temos de respeitar, sim, o time do Corinthians, mas não podemos respeitar muito, sabemos da nossa força. Ganhamos deles lá e aqui, temos de jogar o jogo e buscar sempre o nosso gol”, explicou.

O clássico acontecerá na Arena Corinthians, às 11h (de Brasília), e deverá receber a lotação máxima de torcedores.

Crédito da foto: Flickr Oficial do Santos/ Divulgação



Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo. Comecei no Terra Esportes, em 2008, para onde voltei em 2011 e fiquei até 2015. Passei também por FPF, Diário LANCE! e o jornal A Tribuna, de Santos, com colaborações para a Revista Placar.