Flamengo tem renda de R$ 1,5 milhão em Brasília e analisa mais jogos fora do Rio

Getty Images

A decisão de mandar o jogo contra o Coritiba para Brasília, no estádio Mané Garrincha, parece ter sido acertada pelo Flamengo no que diz respeito aos cofres da Gávea. Segundo reportagem do GloboEsporte.com, o Rubro-Negro levará cerca de R$ 1,5 milhão pela venda do mando para a empresa do ex-atacante Roni.

LEIA TAMBÉM:
Eduardo Cunha dá pausa nos assuntos do Governo e vai ao estádio torcer para o Flamengo

Apesar de o clube não divulgar valores, apurou-se que o Flamengo faturou R$ 950 mil pela transferência da partida e mais R$ 15 por cada ingresso comercializado após a cota de 30 mil. Como o público dessa noite foi confirmado em 67.011 pagantes – recorde do Brasileirão -, o time carioca desembolsaria mais R$ 555.165, o que daria um saldo de R$ 1.505.165.

Em nenhuma outra partida em 2015 o Flamengo arrecadou tanto dinheiro. Até hoje o maior público em jogos do Rubro-Negro aconteceu contra o Santos, pela 16ª rodada, no Maracanã, quando 61.421 pessoas assistiram à partida, sendo que 51.749 eram pagantes. Segundo reportagem do site, o Rubro-Negro faturou R$ 1,160 milhão na ocasião.

Em entrevista ao jornalista Rodrigo Mattos, que tem um blog no UOL, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, declarou que “iria analisar” quanto à ideia de mandar mais jogos no Brasileirão fora do Rio de Janeiro.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Getty Images



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.