Em entrevista, Baggio desabafa sobre erro de 1994: “senti que estava morrendo”

Vinte e um ano depois, Roberto Baggio ainda se vê perturbado pela maior decepção da carreira como jogador de futebol. Em entrevista ao jornal “Corriere dello Sport”, o craque da seleção italiana revelou que ainda não superou a perda do pênalti decisivo na final contra o Brasil da Copa do Mundo nos Estados Unidos.

LEIA TAMBÉM:
Meu jogo inesquecível de Copa: Brasil x Itália em 1994
“Gaúcho da Copa”, símbolo da seleção, morre aos 60 anos no RS

O camisa 10 da Azurra se sentiu como “se estivesse morrendo” depois do chute para fora que resultou no tetracampeonato da seleção brasileira. A decepção de Baggio foi muito maior porque sabia que o erro acabava com o sonho de uma nação inteira.

O único erro que eu fiz foi chutar a bola muito alto. Meu sonho se tornou realidade, eu estava na Copa do Mundo, estava marcando em cada jogo. Todo gol que marcava eu via os italianos comemorando. Depois, eu tive uma cobrança de pênalti e errei. Senti como se estivesse morrendo. Mesmo agora eu ainda não aceitei isso. Eu chutei o final feliz do meu sonho fora e não somente o meu sonho, mas o sonho de cada italiano“, lamentou Baggio.

Relembre a decisão de pênaltis entre Brasil e Itália:

Mesmo com o erro na decisão por pênaltis contra o Brasil, Baggio, pode-se dizer, fez um excelente Mundial em 1994. Ao término da competição, ele foi o artilheiro da Itália, com cinco gols, empatado com Romário e o alemão Klinsmann, e superado apenas pelo búlgaro Stoichkov e o russo Salenko, com seis gols cada.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: Getty Images



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.