Coritiba surpreende Flamengo e vence por 2 a 0

CoritibaO Coritiba conseguiu importante resultado nesta quinta-feira (17), ao bater o Flamengo pelo placar de 2 a 0. Kleber Gladiador e Henrique Almeida fizeram os tentos que levaram o time alviverde ao 15º lugar com 30 pontos, deixando o rubro-negro em quinto com 41. Na próxima rodada o Coxa faz o clássico contra o Atlético no Couto Pereira. Já os cariocas vão à Belo Horizonte jogar contra o Atlético (MG) no Independência.

O jogo em Brasília começou com as duas equipes avaliando uma a outra e aos oito minutos, Henrique Almeida chutou na pequena área e a bola bateu no braço de Pará. Pênalti marcado e jogador amarelado. Na cobrança, Kleber Gladiador abriu o placar. Coritiba 1 a 0.

O jogo recomeçou com o Coxa comandando as ações e César Martins ganhou amarelo por parar jogada de modo violento. O time do Paraná mandava no jogo e ainda viu Alan Santos ganhar um amarelo. Negueba abastecia o ataque e aos 25, Henrique Almeida recebeu um passe do ex-flamenguista e concluiu a gol. Coritiba 2 a 0.

O alviverde de Curitiba seguia comandando as ações em campo, mas o Flamengo ocasionalmente ameaçava no campo de ataque. Por duas vezes Alan Patrick esteve em condições de concluir a gol, mas a bola parou na defesa flamenguista. Aos 43, Henrique Almeida sofreu falta e a cobrança Lucio Flavio mandou muito perto do gol. Já aos 45, Paulinho tenta acionar Kayke na área, mas o passe sai forte demais. O Flamengo ainda teve um escanteio aos 46, mas Henrique Almeida afastou e o primeiro tempo foi encerrado.

Os dois times tinham mudanças para o segundo tempo. Thiago Galhardo entrou no lugar de Henrique Almeida no Coritiba, enquanto que Paulinho saiu para a entrada de Ederson. O Flamengo tentou pressionar com Kayke aos cinco minutos, mas a defesa do Coxa afastou. O time carioca tentava crescer no jogo e conquistou num escanteio aos 10, mas Ederson cabeceou por cima da meta de Wilson. Aos 12, canteiros tentou chegar pela lateral, mas outra vez a defesa do Coxa, bem fechada, afastou o perigo. No minuto 14, Alan Patrick foi acionado na área e Walison teria colocado a mão na bola, mas o juiz nada marcou. Logo depois, Ederson cobrou escanteio na direção de Samir, mas a defensiva Coxa-Branca afastou.

Com 18 minutos, Negueba pediu substituição e saiu para a entrada de Rafahel Lucas e o Flamengo estava inteiro no campo de ataque. Walison conseguiu tomar uma bola, mas escorregou de forma bisonha, propiciando a retomada de bola flamenguista. Aos 24, Kleber mostrou excesso de vontade numa disputa de bola e ganhou amarelo. Em seguida, Almir entrou o Flamengo o lugar de Héctor Canteros.

O Coritiba começou a querer aparecer mais no ataque e teve duas chances com Kleber e com Thiago Galhardo, ambas pararam nas mãos de Paulo Victor. Pará acionou Ederson e ele tentou um chute que foi para fora aos 29. Depois, Everton saiu para a entrada de Marcelo Cirino.

A equipe paranaense fazia sua última alteração. Paulinho entrava o lugar de Kleber. Logo depois, aos 34, Almir recebeu no campo de ataque e deu um chute desesperado de fora da área. O jogo ficava cada vez mais complicado para o Flamengo, a ponto de Ederson querer ganhar de Leandro Silva na força e ter falta contra si apontada. Kayke tentou um chute aos 40, mas Wilson fez segura defesa. Aos 41, Jorge tentou uma jogada pela esquerda e foi parado com falta. Na cobrança, a zaga afastou. Nos instantes finais, o Coxa trocava passes e isso provocava a ira da torcida flamenguista, que gritava ironicamente “Olé” contra seu próprio time. No final, a torcida Coxa-Branca fez a festa com a vitória por 2 a 0.

FLAMENGO 0 X 2 CORITIBA

Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Renda: R$ 3.995.500,00
Público: 67.011 pagantes
Cartões amarelos: Pará e César Martins (Flamengo); Alan Santos, Leandro Silva e Kleber (Coritiba)
Gols: Kleber, aos 8min do primeiro tempo; Henrique, aos 24min do primeiro tempo

Flamengo
Paulo Victor; Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Canteros (Almir) e Alan Patrick; Everton (Marcelo Cirino), Paulinho (Ederson) e Kayke
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Coritiba
Wilson; Leandro Silva, Walisson Maia, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos e Lucio Flavio; Negueba (Rafhael Lucas), Kleber (Paulinho) e Henrique (Thiago Galhardo)
Técnico: Ney Franco