Opinião: Arsenal faz feio e perde na estreia da Champions League

Como de costume, a torcida do Arsenal estava animada para estreia de sua equipe na Champions League. Mesmo fora de casa, a expectativa da equipe sair da Croácia com a vitória era das maiores possíveis. Mas infelizmente a zebra passeou em Zagreb, e os Gunners foram derrotados por 2 a 1 no Estádio Maksimir. Gols de Pivaric e Junior Fernandes para o Dínamo – Theo Walcott descontou para o Arsenal.

LEIA MAIS:
Dínamo Zagreb x Arsenal: Saiba o que estava em jogo

Para esta partida, Arsène Wenger fez algumas mudanças em relação a equipe que venceu o Stoke City no final de semana pela Premier League. Ospina fez sua estreia na temporada no lugar de Cech, nas laterais Debuchy e Gibbs entraram nas vagas de Bellerin e Monreal. Arteta entrou no lugar de Coquelin, Chamberlain e Giroud também foram titulares nos lugares de Ramsey e Walcott. Foram seis alterações na equipe, algo que foi nitidamente percebido na partida que marcou a verdadeira zebra da rodada.

Com a bola rolando, o Arsenal começou controlando a posse de bola, como era de se esperar, mas logo nos primeiros minutos, era visível que a defesa do Dínamo Zagreb seria muito difícil de ser vazada. A primeira chance na partida veio da equipe de Londres, após um cruzamento de Santi Cazorla da esquerda, Giroud cabeceou com perigo, mas o goleiro português Eduardo fez bela defesa para salvar o Dínamo.

Minutos depois, novo gol perdido nos pês de Olivier Giroud. Chamberlain lançou o francês pela direita que chuta na trave e no rebote Eduardo se consagra fazendo nova defesa.

Aos 24min, surgiu o gol, mas não da equipe de Arsène Wenger que controlava a partida e desperdiçava as diversas chances criadas e sim a “Zebra de Zagreb”. Jogada bem ensaiada de contra-ataque, a bola chega ao lateral esquerdo que finaliza contra Ospina, mas no bate e rebate a bola desvia em Oxlade-Chamberlain e entra.

Pouco tempo depois acontece o lance marcante da partida, momento em que Giroud é expulso. O francês que não estava numa grande noite já havia recebido cartão amarelo por reclamações, foi ao chuveiro mais cedo, após falta desnecessária e vê o vermelho dado pelo arbitro Ovidiu Hategan da Romênia, complicando de vez as coisas para o Arsenal.

Na volta para o segundo tempo, não deu nem tempo dos Gunners praticarem o que havia sido pedido por Wenger no intervalo. Com apenas um minuto da segunda etapa, Soudani perdeu grande chance de fazer o segundo gol, ao acertar a trave, mas o Dínamo não perdeu aos 13’, quando Paulo Machado cobrou escanteio para a área, e o chileno Junior Fernandes aproveitou desatenção da defesa do Arsenal para ampliar o marcador.

Com o segundo gol dos anfitriões, Arsène Wenger mandou a equipe para cima mesmo com um jogador a menos e promoveu as entradas de Campbell, Coquelin e Walcott, nos lugares de Gibbs, Arteta e Chamberlain. Depois de muito apertar conseguiu diminuir o placar. Aos 34’ Alexis Sánchez, que pouco fez na partida, lançou com perfeição para Walcott, que dominou e não perdeu. Apesar da insistência, os Gunners não conseguiram empatar a partida.

Com a vitória, o Dínamo de Zagreb assume a vice-liderança do Grupo F da Uefa Champions League com três pontos. Já o Arsenal divide a lanterna da chave com o Olympiacos que perdeu para o Bayer de Munique por 3 a 0. Na próxima rodada, o Arsenal recebera a equipe grega no Emirates Stadium e na Allianz Arena, o Dínamo Zagreb visita o Bayer de Munique. As partidas da segunda rodada do torneio estão marcadas para o dia 29 de setembro, às 15h45 (de Brasília).

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook



Sou um blogueiro/Colunista do PSArsenal fanático pelos Gunners (Arsenal FC). Apesar de novo e sem experiencias jornalisticas, busco o bom vocabulário para apresentar meus conhecimentos do mundo da bola.