8 textos imperdíveis de Mauro Beting que vão te emocionar

O jornalista Mauro Beting é um dos mais respeitados profissionais do Brasil, eleito pelos internautas do Torcedores.com em março deste ano como o melhor comentarista da TV brasileira. Muito mais que isso, seu trabalho no rádio e na internet também são dignos de muito destaque. Neste post, o Torcedores selecionou 8 grandes textos publicados por ele que você precisa ler.

LEIA MAIS
Mauro Beting é eleito o melhor comentarista da TV; Neto é o pior

O mais novo deles foi publicado por Mauro Beting em seu blog no site do jornal Lance!, e também teve versão veiculada na versão impressa. É uma resposta à colunista Mariliz Pereira Jorge, da Folha de S.Paulo, que há cerca de um mês escreveu um texto criticando quem usa camisa de times de futebol e tem boa parte da vida dedicada a esse esporte.

Os demais mostram muita emoção com o Palmeiras, como no rebaixamento de 2012, no centenário, em 2014, mas também a dor de quem perdeu o pai, a referência, o ídolo, Joelmir Beting. E, ainda, a visão de um palmeirense sobre o maior rival que um alviverde do Palestra Itália pode ter no mundo: o Corinthians.

Não listamos em ordem alguma, nem de importância, nem de tempo. Numeramos apenas para uma melhor organização. Confira abaixo, sempre com os links no título:

1) “Eu preciso ter mais cliques!”

Nesse texto, Mauro Beting dá uma resposta que pode ser considerada como em nome de todos os que vivem a essência do futebol. Ao mesmo tempo, brinca com a necessidade de chamar a atenção que algumas publicações têm na internet. O jornalista defende o torcedor que usa a camisa de seu time, que não tem vergonha de se apaixonar pelo esporte.

2) “Chorando no campo”

Convidado pelo Torcedores.com a participar de um especial no qual contávamos ocasiões em que choramos por causa do futebol, Mauro Beting nos presenteou com um relato das fortes emoções vividas no fim de 2012, quando seu pai, Joelmir, morreu após dias internado em um hospital de São Paulo.

A mesma época em que o Palmeiras, time do coração de pai e filho, foi rebaixado pela segunda vez na história do Brasileirão. O jornalista conta em detalhes como foram os últimos dias ao lado de Joelmir e como foi o momento em que recebeu a notícia da morte dele.

3) “O pior Palmeiras que vi”

No auge do medo de um terceiro rebaixamento em pleno ano do centenário, o torcedor do Palmeiras com certeza se sentiu representado pelo texto publicado por Mauro Beting em seu blog no Lance! O jornalista passeia pelos times ruins que viu ao longo de sua vida, e mostra por que o de 2014 ocupou um lugar de destaque nessa lista.

4) “A preleção em Itaquera”

Texto escrito por Mauro Beting para ser lido e interpretado pelo ator Eduardo Semerjian na preleção dos jogadores do Palmeiras, na semifinal do Paulistão 2015, contra o Corinthians. O time de Itaquera era considerado como muito favorito, mas o Verdão arrancou um empate no tempo normal e saiu classificado nos pênaltis. As palavras são de arrepiar qualquer palmeirense.

5) “Quem ama não mata”

Resposta de Mauro Beting ao jornalista Clóvis Rossi, que declarou na Folha de S.Paulo ter deixado de ser palmeirense para torcer pelo Barcelona. Rossi fez isso em um espaço que, segundo Mauro, havia sido reservado pelo jornal a Joelmir Beting, àquela altura já hospitalizado em novembro de 2014. A réplica veio em seu blog no Lance!, recheada de sentimento que só alguém apaixonado de verdade por um clube de futebol é capaz de entender.

6) “Babbo, 21/12/1936 – ET/ER/NO”

Carta lida por Mauro Beting no ar, pela Rádio Bandeirantes, assim que ficou sabendo da morte de Joelmir. Ele tinha feito o texto para publicar no blog e no jornal Lance!, mas acabou lendo após receber a triste notícia enquanto estava no ar ao lado de Milton Neves.

7) “Um texto escrito a milhões de mãos”

No centenário do Palmeiras, Mauro Beting conta a emoção que sentiu ao lançar um livro sobre a história do clube e dar autógrafos para pessoas como Carlos Botelho, filho do ídolo palmeirense Julinho Botelho. Mauro repassa como o Palmeiras faz parte da história de sua vida e de sua família.

8) “Corinthians, 100”

Uma homenagem de Mauro Beting publicada na semana do centenário do Corinthians, em 2010, que ganhou muito valor entre a torcida do time também por partir de um palmeirense declarado. “O Corinthians não é a vida de um corintiano. Antes de ser gente ele é Corinthians. Por isso tanta gente é Corinthians. Num Brasil imenso e injusto socialmente, o campeão dos campeões paulistas é dos maiores fatores de inclusão, justiça e igualdade no país”, diz um dos trechos.

Foto: Reprodução



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Repórter e apresentador da TV Torcedores. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016.