5 motivos para o Cruzeiro NÃO renovar com o Fábio

Getty Images

Fábio é ídolo no Cruzeiro. Isso é fato. O goleiro é o jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube em jogos oficiais, com 654 partidas, contra 633 do ex-meia Zé Carlos. Em 10 anos de clube, conquistou cinco títulos do Campeonato Mineiro, dois Campeonatos Brasileiros e uma Copa do Brasil.

LEIA MAIS:
Em negociação com o Cruzeiro, Fábio tem mercado nacional a seu favor

O camisa 1 tem contrato com a equipe Celeste até abril de 2016 e o clube já negocia sua renovação, mas as tratativas estão ficando complicadas já que as partes envolvidas não chegam a um acordo.

E em meio as negociações, a torcida fica dividida quanto a renovação do goleiro. As falhas recentes pedem que o jogadores não renove com o clube. A história, por outro lado, diz que ele ainda pode render bons frutos na equipe.

Por essas e outras, o Torcedores.com listou cinco motivos para a diretoria do Cruzeiro esquecer a renovação de Fábio e focar na contratação de outro goleiro, mais jovem e que esteja em melhores condições para defender a meta da Raposa.

Idade:

Aos 34 anos, Fábio já demonstra que a idade pode estar interferindo em seu desempenho dentro de campo. Além disso, a equipe precisa se preocupar com um substituto já que nas categorias de base ainda não existe um jogador que esteja sendo preparado para a posição.

Peso:

Durante uma partida contra o Corinthians, no Brasileirão desta temporada, a transmissão da TV flagrou que o goleiro está com uma “pochete”, mostrando estar bem acima do peso. Inclusive, isso foi apontado como motivo da falha do camisa 1 em um dos gols sofridos pelo Cruzeiro.

fabio_supostamente_gordo-421x400

Altos salários:

Por ser um dos jogadores mais importantes do Cruzeiro os últimos anos, Fábio também tem um dos maiores salários do elenco e para renovar com o clube, ainda quer um aumento de até 70%. Sinceramente, é muito dinheiro para investir em um goleiro de 34 anos. Com esse valor dá pra bancar um craque de meio campo ao ataque, o que seria muito mais importante para o time.

Mercado:

Fábio não tem mais idade e nem futebol para render uma boa grana para os cofres do clube, e nos próximos meses já poderá assinar um pré-contrato e sair de graça para qualquer equipe. O Cruzeiro poderia se preocupar em revelar um outro goleiro e lucrar com isso futuramente.

Falhas:

Todo goleiro está sujeito a erros, mas na situação de Fábio, as falhas estão se tornando frequentes, principalmente em jogos importantes como os clássicos contra o maior rival Atlético-MG. Claro que nada disso apaga a história que ele construiu, mas ajuda a manchar.

Foto: Getty Images