Wanderlei Silva e o reinado no extinto Pride

Wanderlei Silva - instagram oficial

Polêmico em suas declarações e atitudes, o curitibano Wanderlei Silva, 39, já chamou a atenção de outra forma. Enquanto lutou no extinto Pride FC, surpreendia a todos com seus nocautes e habilidades. Foram 28 combates, 21 vitórias um empate e um No Contest e quatro derrotas.

O “Cachorro Louco” é um dos nomes mais procurados no Youtube aos fãs do evento japonês de MMA. Ele passou quase cinco anos sem perder e manteve o cinturão dos pesos-médios até 2007, quando foi nocauteado por Dan Henderson.

Para vencer suas lutas, Wand abusava dos socos, joelhadas e “tiros de meta”, justificando seu apelido. No Pride, criou rivalidade com Quinton “Rampage” Jackson, adversário que nocauteou duas vezes e posteriormente foi derrotado, já no UFC. As imagens de um de seus triunfos contra o norte-americano rodou o mundo, quando deixou Rampage grogue no ringue.

Foi no evento que ele venceu duas vezes o japonês Kazushi Sakuraba, lutador com relação de amor e ódio com os brasileiros. Foi contra Sakuraba que Wanderlei Silva protagonizou um dos combates mais emocionantes.

Fato é que dificilmente Wand passa desaperbecido se caminhar pelas ruas de Osaka, Saitama, Yokohama, Fukuoka e Tóquio. O que ele fez pelo Pride ninguém esquece.



Jornalista graduado pelo UniCEUB, em 2010. Trabalha com esportes desde 2010 e atualmente sub-editor do caderno Torcida, do Jornal de Brasília. Passou também pela redação do Jornal Metro. Cobriu jogos do Brasileiro (Séries A a D), Copa do Mundo-2014 e Campeonato Candango, além de eventos como o Novo Basquete Brasil e a Liga Futsal.