“Técnico não manda recuar, é parte do folclore do futebol”, diz Tite

tite chapecoense
Reprodução

Após a vitória suada do Corinthians sobre o Sport (4 a 3), na Arena, o técnico Tite, com bom humor, rebateu as críticas de que adota tática cautelosa quando a sua equipe abre vantagem no placar.

LEIA MAIS:
Renato Augusto revela apoio a Guilherme Arana e “prevê” vitória do Corinthians
Árbitro marca pênalti para o Corinthians no fim e gera revolta dos rivais na web

“Técnico não manda recuar, é parte do folclore do futebol, pelo menos com relação a mim. Mandar segurar, jogar pra trás, não é minha escola! “, reagiu.

Embora tenha reconhecido algumas falhas do Timão, Tite viu como merecida a vitória contra os pernambucanos. O Corinthians vencia a partida por 3 a 1, porém, relaxou e permitiu o empate. No entanto, aos 41 minutos, Jadson, de pênalti, deu a vitória para o alvinegro.

“O Luciano teve tudo para fazer o quarto gol e definir (no início do segundo tempo). Seria um crime empatar esse jogo por tudo o que a equipe jogou”, afirmou.

O comandante fez elogios ao lateral-esquerdo Guilherme Arana, que errou no lance que originou o segundo tempo e no final da partida se redimiu ao conseguir o pênalti para o Timão. O jovem estreante disparou pela esquerda e cruzou. A bola atingiu o braço de Rithely.

“Temos de dar tempo para o Arana entrar e produzir, mesmo tendo errado. Ele fez a jogada (do gol) em seguida. Não se omitiu. Futebol é esporte particular. Um erro, gol. Felizmente, a equipe teve maturidade, e ele mostrou capacidade de absorver e fazer o lance do gol”, analisou.

Com o resultado, o Corinthians assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos ganhos, e na noite desta quinta-feira precisa torcer por derrota do Atlético-MG para o Grêmio, no Mineirão.

Foto: Reprodução



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)