São Paulo joga a toalha e desiste de Valdivia

Crédito: Getty Images

As conversas entre São Paulo e Jorge Valdivia estão encerradas. É o que garante o vice-presidente do Tricolor, Ataíde Gil Guerreiro.

Depois de ter acertado as questões de salário, luvas e duração de contrato, o principal obstáculo do clube eram os árabes do Al Wahda, com quem já tinha um pré-contrato com o chileno, que se apresentaria depois do dia 17 de agosto, quando o contrato do meia se encerra com o Palmeiras.

LEIA MAIS
Em votação, 52% dos são-paulinos gostariam de ter Valdivia no São Paulo; veja
Pato segue “Londres” no Instagram e reforça rumores sobre saída
Com Egídio suspenso, Zé Roberto deve voltar ao Palmeiras contra Flamengo
Presidente da Crefisa estuda se candidatar para vaga de Paulo Nobre no Palmeiras

“Quando surgiu a possibilidade de contratar o jogador, imediatamente pensei que ele, se fosse contratado, tomaria o lugar do Ganso que, para mim, é um dos melhores jogadores do futebol brasileiro na posição. Só que, ao conversar com o nosso técnico, ele disse que conseguiria montar um esquema capaz de colocar Valdivia e Ganso jogando juntos. A partir daí, conversei com o jogador e com o seu advogado. Só que, após analisar os prós e contras, resolvemos deixar as coisas como estão. Há duas horas, falei com o advogado do Valdivia sobre a desistência do São Paulo. Isso é definitivo”, afirma Ataíde ao portal GloboEsporte.com.

Outro obstáculo a ser vencido pelo São Paulo seria a rejeição que Valdivia tem dentro do clube por alguns dirigentes, já que construiu a carreira, praticamente, no rival paulista.

O jogador, com histórico de lesões, chamou atenção pelo futebol apresentado durante a Copa América deste ano, sendo um dos destaques da seleção chilena, trazendo o titulo inédito ao país.

A pressão por renovação com o Palmeiras havia crescido, mas os dirigentes alviverdes não cederam e Valdivia assinou pré-contrato com os árabes.

Com informações do GloboEsporte.com

Crédito da Foto: Getty Images