São Paulo bane sócia-torcedora por criticar Aidar

Crédito: Divulgação/saopaulofc.net

É isso mesmo que você leu acima. A torcedora Fátima Martini foi banida do programa Sócio-Torcedor do São Paulo por desrespeitar o atual presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, criticando a sua atual gestão.

Parecia mais um desabafo de um torcedor sobre atual conduta dos dirigentes do Morumbi, mas chegou ao ponto do clube desvincular a torcedora por ‘conduta anti-sãopaulina’, como alega o programa.

“Eu critico a gestão do Aidar em quase tudo pois, para mim, ele tem pouquíssimos acertos. Punir o direito do torcedor por ele dar opiniões é ridículo”, desabafou a ex-sócia.

O vice-presidente de comunicações e marketing, Douglas Schwartzmann, confirmou à reportagem do ESPN.com.br que a torcedora foi mesma banida por tal conduta. “Temos mais de 70 mil sócios, passamos Santos, Cruzeiro e Flamengo, e você vem me falar sobre o caso de apenas uma torcedora? E os outros todos que estão contentes?”, questionou.

A clausula 2.11, apresentada pelo clube, prevê desvinculamento do torcedor do programa que “apresentar conduta contrária à cordialidade, ao respeito e à educação, sendo proibida a prática de violência, agressão ou qualquer conduta ilícita, especialmente na utilização das vantagens do programa”.

Além disso, a torcedora divulgou as mensalidades que estão quitadas, menos uma. Ela alega não ter pago por estar bloqueada do sistema de sócios-torcedores do São Paulo.

“Só quero que eles provem o que falei de violência e agressão, que são os itens na cláusula do meu bloqueio”, reclama Martini.

Com informações do site ESPN.com.br

Crédito da Foto: Divulgação/saopaulofc.net