Relembre grandes craques que defenderam a Lusa em 95 anos

A Associação Portuguesa de Desportos é um clube de grande tradição no estado de São Paulo e que hoje completa seus 95 anos. O clube representa muitos membros da colônia portuguesa e deus descendentes.

Apesar de não viver seu melhor momento na história, disputando a terceira divisão do Campeonato Brasileiro e a segunda divisão do Paulista, a Lusa é reconhecida por revelar muitos jovens e entre eles, alguns se destacaram no cenário nacional e mundial. Relembre alguns atletas que surgiram e passaram pela Lusa:

Brandãozinho – volante que atuou na Lusa dos anos 49 aos 54. Extremamente habilidoso para os dias de hoje, onde os volantes são sinônimos de marcação e pouca habilidade, Brandãozinho sugriu no interior paulista e se não se profissionalizou na Portuguesa mas foi nela que se destacou para o futebol nacional ao ponto de ir para a Seleção Brasileira

Capitão – Oleúde José Ribeiro é o nome verdadeiro desse folclórico jogador que era a mais pura demonstração de raça. Capitão teve três passagens na Lusa e em 2004 foi a última delas, aposentando – se no clube que se somadas as passagens, defendeu por 10 anos.

Dener – talvez uma das histórias mais tristes do futebol brasileiro. Dener foi uma das promessas do futebol brasileiro na década de 90. Foi um craque na época. Com 101 jogos pela Lusa e 38 gols marcados, Dener faleceu com apenas 23 anos em um acidente de carro. Dener chegou a servir a seleção por duas vezes. Foi o Neymar da época.

Veja seu gol que entrou para a história :

Djalma Santos – lateral esquerdo que se profissionalizou pela Lusa nos anos 50 e teve uma linda história com mais de quatrocentos  jogos e 33 gols. Foi através da Portuguesa que Djalma conseguiu ir para a seleção brasileira.

Ricardo Oliveira – Se profissionalizou na Lusa e foi destaque no Valencia e Betis. Até hoje marca muitos gols e mesmo com 35 anos ainda joga e é pedido por fãs para ser convocado para a seleção brasileira, na qual teve passagens entre 2004 a 2007.

Zé Roberto – um dos ídolos recentes não só dos brasileiros, mas do mundo inteiro.  Zé se profissionalizou na Luza em 1994 e depois de três anos pela equipe, decolou para Madrid onde atuou pelo Real. Também passou por Bayer Leverkusen, Bayern de Munique onde fez mais de trezentos jogos e é admirado por toda a geração alemã que hoje é dita como melhor seleção do mundo. Zé também atuou pela seleção brasileira de 1995 a 2007.