Por causa do Grêmio, árbitros mudam forma de protesto na Beira-Rio

Foto: Reprodução/Twitter

O protesto dos árbitros do Campeonato Brasileiro na 18ª rodada por causa do veto da Presidenta Dilma Rousseff ao artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte que direcionava 0,5% dos recursos oriundos da emissora detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro aos árbitros e auxiliares.

LEIA MAIS:
Opinião: Árbitros protestam contra veto na MP do futebol, “Farinha pouca. meu pirão primeiro”
Árbitros do Brasileirão ameaçam entrar em greve por causa de Dilma

Antes da bola rolar, o quarteto se reuniu círculo central dos estádios e levantou a placa eletrônica com os números 0 e 5, em alusão aos 0,5% vetados. Não obstante, na Arena Beira-Rio isso não foi possível em virtude da goleada sofrida pelo Internacional, por 5 a 0, para o Grêmio no último final de semana.

“Não vamos fazer porque temos respeito à torcida”, disse Marco Antônio Martins, presidente da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf), em entrevista à Rádio Guaíba.

No lugar dos números 0 e 5, os árbitros exibiram na partida entre Internacional e Fluminense os números 6, 7 e 1, em referência ao número da Medida Provisória que não os contemplou. Nos demais estádios, o ato aconteceu normalmente.

Foto: Reprodução/Twitter