Opinião: Valdivia é um ‘zé ninguém’ na história do Palmeiras

Getty Images

Valdivia não joga pelo Palmeiras desde o maio, quando participou da vitória contra o Corinthians, pela 3º rodada do Campeonato Brasileiro, mesmo assim, o chileno segue como um dos principais assuntos nos bastidores do clube. Após uma série de entrevistas polêmicas, o camisa 10 estaria negociando com o São Paulo, um dos maiores rivais do Alviverde.

LEIA MAIS
Cristaldo repete números de Gioino no Palmeiras
5 motivos para Marcelo Oliveira escalar Cleiton Xavier como titular

Sinceramente? não importa em qual clube o Valdivia vai começar a desfrutar do departamento médico, seja São Paulo, Corinthians ou XV de Piracicaba, o meia não representa absolutamente nada na história do Palmeiras. Conquistou um Campeonato Paulista no auge da carreira, uma Copa do Brasil (jogando quatro jogos) e a Série B diretamente do “camarote” da sala de musculação.

A segunda passagem do jogador pelo clube, que durou cinco anos, apagou completamente a imagem de ídolo que Valdivia tinha quando deixou o Palmeiras em 2008.

Polêmicas, derrotas, eliminações, rebaixamento e lesões. Muitas. Assim podemos descrever, em poucos atos, a passagem do jogador nas últimas cinco temporadas com a camisa do Palmeiras. Para um clube como o Alviverde, que teve Alex, Djalminha, Zinho e Ademir da Guia vestindo a camisa 10, o chileno se torna apenas mais um que ganhou muito dinheiro e pouco fez em campo.

Se pular o muro, realmente, Valdivia carimba o atestado de “zé ninguém” na história do Palmeiras e, se o São Paulo perder tempo contratando o meia, só comprova o quanto o Tricolor está quebrado e sem condições de montar um time forte para brigar por títulos, principalmente por estar em uma crise financeira.

Aliás, crise é algo que passa longe da Academia de Futebol do Verdão. Contratações de peso, patrocínios, casa cheia, sócios-torcedores e a luta pelo G4 resumem a temporada do time de Paulo Nobre, que mostrou para Carlos Miguel Aidar como se comanda um time.

Foto: Getty Images

VEJA TAMBÉM:
10 contratações de peso do Palmeiras que nunca aconteceram