Junior “Capacete” era estrela no Flamengo e fez parte da geração de 82 da seleção

Considerado um dos maiores jogadores da história do Flamengo, Junior atuou como lateral esquerdo e meio-campista. Ele participou da geração rubro-negro tricampeã nacional, além de conquistar a Libertadores e o Mundial de Clubes. O desempenho o levou à seleção brasileira que disputou a Copa do Mundo da Espanha-1982.

Considerado por muitos um dos melhores times da seleção brasileira, a equipe de 1982 perdeu para Itália de Paolo Rossi. O técnico Telê Santana tinha no elenco nomes como Valdir Peres, Falcão, Sócrates, Zico, Serginho Chulapa etc.

O visual black power rendeu o apelido de Capacete que acompanhou a carreira de Junior como atleta. O jogador participou de mais de 800 partidas e até o momento é recordista na história do Flamengo. Polivalente, ele começou a carreira como lateral direito, mas ao longo dos anos trocou de lado e também de posição, atuando como meio-campista e até zagueiro.

Também chamado de Maestro pela torcida carioca, Júnior encerrou seu ciclo no Flamengo com mais três importantes conquistas: Copa do Brasil de 1990, Carioca de 1991 e Campeonato Brasileiro de 1992. Esta geração da base rubro-negra tinha nomes como Júnior Baiano, Djalminha e Marcelinho Carioca.

Após pendurar as chuteiras, Júnior trabalhou como técnico de Flamengo e Corinthians, jogou beach soccer e atualmente é comentarista da Rede Globo.

Crédito da foto: Reprodução