Especial Pride: mate as saudades do evento que já ofuscou o UFC

Pergunte a qualquer fã de MMA sobre o Pride e a resposta vai ser carregada de saudades. O evento japonês marcou época e foi grande, muito grande. A ponto de ser maior do que o UFC, hoje, indiscutivelmente, o maior evento de artes marciais mistas do planeta.

Foi no Japão que lutadores brasileiros, como Rodrigo Minotauro e Wanderlei Silva, se tornaram lendas. Já Anderson Silva, que mais tarde seria uma lenda no UFC, era quase um “anônimo” nos ringues japoneses. Ringues, isso mesmo. O octógono passava longe da organização oriental. Além disso, foi no Japão que o russo Fedor Emelianenko, apontado por muita gente como o maior lutador de MMA da história, se consagrou.

O Torcedores.com relembra essas e outras histórias em um especial sobre o evento. Confira:

Confira como Pride chegou ao sucesso e as origens do evento
Veja as principais diferenças entre o Pride e o UFC
Confira os seis primeiros vencedores do Pride
Minotauro: brasileiro se tornou lenda no Japão
Wanderlei Silva e o reinado no extinto Pride
Kazushi Sakuraba, o caçador de Gracie no Pride
Da Rússia ao Japão: a grandeza de Fedor Emelianenko
Anderson Silva: apenas mais um no Pride
Pride teve lutas históricas no MMA mundial; relembre
Pride acabou em 2007 e estrelas migraram para o UFC

 Crédito da foto: Reprodução/YouTube



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.