Copa América: Brasil vacila após reação e perde para a Argentina pela primeira vez em 65 anos

O Brasil conheceu sua primeira derrota na Copa América feminina de Basquete na madrugada desta sexta-feira (14), ao perder para a Argentina por 73 a 69, em partida realizada em Edmonton, no Canadá. O time comandado por Luiz Augusto Zanon fez uma partida de recuperação após um primeiro tempo em que saiu com 14 pontos de desvantagem. O time chegou a liderar no último quarto, mas não conseguiu manter a frente, perdendo pela primeira vez em 65 anos para as argentinas em competições oficiais.

LEIA MAIS:
Fiba acaba com novela e garante basquete brasileiro no Rio-2016

A exemplo do que aconteceu nos confrontos contra Venezuela, Equador e Ilhas Virgens, o Brasil não começou bem, mais uma vez falhando muito na defesa. Melhor para a Argentina, que abriu nove pontos nos dez minutos iniciais, período em que Nádia, um dos principais nomes da Seleção Brasileira no torneio, cometeu três faltas. O segundo quarto seguiu com uma marcação frouxa das brasileiras, que foram para o intervalo perdendo por 38 a 24.

O time de Zanon reagiu no segundo tempo, graças a uma marcação mais forte e um melhor aproveitamento no ataque, liderado por Iziane, e venceu a parcial por 25 a 17. O último período seguiu com o time brasileiro melhor, conseguindo virar o placar e abrir quatro pontos de vantagem. Mas aí o nervosismo brasileiro para definir a partida, evidenciado por dois erros da armadora Tainá, e a melhora ofensiva das oponentes nos três minutos finais foram vitais para a vitória argentina.

Iziane, que disputa sua primeira competição pela Seleção Brasileira após três anos ausente, foi a maior pontuadora do jogo, com 25 pontos. No lado argentino, Debora González e Andrea Boquete, responsável pela cesta que definiu a vitória para a equipe argentina, anotaram 12 tentos cada uma. A pivô Nádia foi a principal reboteira do jogo, com nove recuperações. No quesito assistências, Tainá e a argentina Melisa Gretter foram as melhores, com quatro passes para cesta cada.

“Sabíamos que era um grupo difícil. Todas as equipes melhoraram. Não imaginava ganhar do Brasil, fazer história. Era uma partida que sabíamos que seria dura, abrimos vantagem na primeira metade, mas precisávamos jogar bem por 40 minutos. No arremesso final, simplesmente sabia que essa era uma oportunidade de fechar a partida e, graças a Deus, acertei. É um momento único. Vou recordar pelo resto da minha vida”, comentou Andrea Boquete, ao final da partida, em entrevista ao site da FIBA América.

O revez custou à Seleção Brasileira a liderança do Grupo B do torneio, o que faz com que o time tenha de enfrentar o Canadá na semifinal do torneio. No último confronto entre as duas equipes, realizado nos Jogos Pan-Americanos de Toronto no último mês de julho, as canadenses venceram por 91 a 63. A outra semifinal da Copa América terá o confronto entre Argentina e Cuba. Os dois jogos acontecerão no próximo sábado (15), enquanto Porto Rico e Venezuela disputarão o quinto lugar.

A Copa América funciona como o torneio pré-olímpico do continente, garantindo de forma direta o campeão nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, enquanto outras três seleções terão direito de disputar a seletiva mundial. O Brasil, que teve sua presença confirmada na Rio-2016 no último final de semana pela Federação Internacional de Basquete (FIBA), usa o torneio como preparação.

Veja os melhores momentos da partida:

Foto: divulgação/FIBA



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.